quinta-feira, 30 de julho de 2015

[Novidades Charmosas...] É tanto Charme dentro de uma editora que não dá para resistir!!!

[Novidades Charmosas...] É tanto Charme dentro de uma editora que não dá para resistir!!! 

LANÇAMENTO:
O Invencível - Vi Keeland
Sinopse:


Conheça Liv Michaels
Podem ter passado sete anos, mas conheço-o em qualquer lugar. Claro, ele cresceu em todos os lugares certos, mas os seus cativantes olhos azuis e o sorriso arrogante estão exatamente do jeito que me lembro. Mesmo que eu prefira esquecer.
Liv Michaels está quase lá. Ela é inteligente, determinada e está perto de conseguir o trabalho que sonhou por anos. O tempo curou suas feridas antigas e, até mesmo, seu coração partido da devastação de ser esmagado por seu primeiro amor.


Conheça Vince Stone
As mulheres adoram um lutador, especialmente um bom. Sorte minha que sou muito bom. Mas há uma mulher que não está interessada. Não uma outra vez.

Vince 'o Invencível' Stone é a fantasia de toda mulher... Forte, sexy, confiante e totalmente no controle. Ele cresceu no meio do caos e aprendeu a nunca se envolver. Ele acredita que o amor pode derrubá-lo. Ele adora as mulheres, trata-as bem, coloca suas próprias necessidades antes da sua... nos momentos a dois. Mas, com a maior luta de sua vida se aproximando, seu foco deve estar no treinamento.


Quando o destino coloca Vince e Liv juntos novamente, não há como negar que a química ainda está lá. Mas será que Vince pode apagar as velhas cicatrizes do seu passado? Ou será que Liv é quem irá machucá-lo?

Onde encontrar: Saraiva - Loja da Charme

Adicione-o à sua lista de leitura: Skoob


NOVIDADES: no dia 07 de agosto, na Saraiva Megastore Rio Sul, a partir das 19h, teremos uma sessão de autógrafos do livro O Refúgio do Marquês, de Lucy Vargas. Esse livro é ótimo. Um romance de época de babar. Vamos lá prestigiar a Lucy e conhecer o tal marquês selvagem. ;) Convidem seus amigos e seguidores. Adoraremos ver vocês lá.


Agora em Ebook:
 O ebook de Uma Proposta Sedutora já está disponível na Amazon. Para quem não viu ainda, segue o link: http://goo.gl/H4csCX.


Paula Juliana

quarta-feira, 29 de julho de 2015

[Novidades] Lançamentos Editora Butterfly: Despertando vidas e Ora Bolas!!!

Despertando vidas
Dr. Fabio Gabas


Um novo conceito para uma vida mais saudável!
Despertando vidas apresenta exercícios e técnicas para melhorar significativamente sua saúde física e emocional, disposição e energia. Você poderá modificar seus estados emocionais, valores, crenças e níveis de consciência que determinam sua percepção de mundo e, consequentemente, ganhar qualidade de vida.
Por meio de um modelo de alimentação e de condicionamento físico elaborado a partir dos princípios que regem uma função celular ideal, descubra como desfrutar de mais bem-estar com menos esforço.
Fábio Gabas, graduado em Medicina pela Faculdade de Medicina de Catanduva (SP) em 1998, é médico clínico com especialização em medicina preventiva e integrativa, com prática ortomolecular. Faz parte do corpo clínico da Clínica Healthy, em São Paulo, e da Clínica Dr. Gabas, em Catanduva. É membro da A4M (American Academy of Anti-Aging Medicine), sócio-diretor da empresa HeartMetrix e idealizador do Programa Despertando Vidas, com atuação em todo o Brasil. Fábio Gabas é parceiro do Instituto HeartMath, de Bolder Creek, na Califórnia (Estados Unidos), pioneira nos estudos de coerência cardíaca. Além de palestrante e autor, Fabio Gabas é responsável pelas revisões técnicas dos livros A Biologia da Crença e Evolução Espontânea, de Bruce Lipton, PhD.

Ora Bolas
Vanessa Franco Peretti



Um livro diferente de todos que você já viu.
Você vai se divertir com o fascinante mundo das formas dos animais. Nesta obra, a artista Vanessa Franco Peretti criou desenhos a partir um padrão de cores e círculos batizado por ela de Bollidraws , conceito gráfico que une muitas curvas e movimento. São 30 belos desenhos, impressos em papel de alta gramatura, em folhas soltas que poderão ser emolduradas, tornando-se belos quadros de decoração.
Vanessa Franco Peretti

Artista gráfica, formada em Arquitetura e Urbanismo e pós-graduada em Designer Gráfico pela Belas Artes (SP). Ilustradora por opção e apaixonada por cores e ideias inovadoras, tem a arte em seu DNA. Já desenvolveu trabalhos internacionais e foi premiada em diversos concursos. Entre as muitas das habilidades que desenvolve para o mercado é, também, lançadora de moda. Bollidraws® é uma marca registrada da artista.

terça-feira, 28 de julho de 2015

[Novidades] A charme é nossa!!!! E... A CD Reiss é nossa! Aha, uhu! A CD Reiss é nossa!

''Tenho o prazer de anunciar a vocês a mais nova (e já muito amada) autora da Editora Charme.
Preparados???

.
.
.

Aha, uhu! A CD Reiss é nossa! Aha, uhu! A CD Reiss é nossa! :D


Simmmm! Estamos muito felizes. A editora publicará a série Songs of Submission, composta de nove livros curtos, que conta a história para lá de sexy de Jonathan Drazen e Monica, repleta de BDSM, amor e uma tórrida paixão. Uau!

A previsão para a publicação do livro é​ para o primeiro semestre de 2016​ e eles serão ​​lançados de três em três.

Mais detalhes como capa e sinopse nós divulgaremos assim que pudermos.

Conheçam um pouco mais a autora:


CD Reiss é uma autora best-seller do USA Today e da Amazon.
Nascida em Nova York, ela se mudou para Hollywood, Califórnia, para fazer seu mestrado para ser roteirista, na USC. No caso de você querer saber, ele não deu em nada, mas a fez incorporar a estrutura das histórias da TV bem o suficiente para ela se arriscar a escrever uma série erótica chamado Songs of Submission. É sobre um bilionário excêntrico separado e uma cantora ingênua com uma boca espertinha. Arte, música e pecado se misturam na cidade de Los Angeles.


Paula Juliana

domingo, 26 de julho de 2015

Resenha: Filha da Floresta - Sevenwaters - Livro 01 - Juliet Marillier

Resenha: Filha da Floresta - Sevenwaters - Livro 01 - Juliet Marillier
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Butterfly Editora 
Skoob

Sinopse: Filha da Floresta - Sevenwaters - Livro 01 - Juliet Marillier
Filha da Floresta - O domínio de Sevenwaters é um lugar remoto, estranho, guardado e preservado por homens silenciosos e criaturas encantadas, além dos sábios druidas, que deslizam pelos bosques vestidos com seus longos mantos... 
Passada no crepúsculo celta da velha Irlanda, quando o mito era lei e a magia uma força da natureza, esta é a história de Sorcha, a sétima filha de um sétimo filho, o soturno Lorde Colum, e dos seus seis amados irmãos, vítimas de uma terrível maldição que somente Sorcha é capaz de quebrar. Em sua difícil tarefa, imposta pelos Seres da Floresta, a jovem se vê dividida entre o dever, que significa a quebra do encantamento que aprisiona seus irmãos, e um amor cada vez mais forte, e proibido, pelo guerreiro que lhe prometeu proteção.

Já cheguei a conclusão que nunca vou estar preparada para resenhar essa obra, então cabe a mim mostrar a vocês um pouco da minha experiência durante as minhas leituras desse livro! Sim, leituras, é a segunda vez que leio Filha da Floresta, a primeira vez que li foi há três anos atrás e simplesmente não consegui ter palavras suficientes para fazer a resenha, hoje relendo essa obra MARAVILHOSA novamente, digo, que é um tremendo desafio falar sobre ela!

Filha da Floresta não é só um simples livro, é uma história tão boa, tão bem escrita e elaborada que eu precisaria de muito mais sensações para expressar do que simples palavras, tenho certeza que quem já leu sabe o que eu estou dizendo, o enredo além de espetacular, tem um ritmo próprio, te envolve ao ponto de te colocar na história, que logo depois das 100 primeiras páginas você já está tão absorto na história que vai além do desespero as emoções que ele te proporciona!

São 600 páginas de pura e linda literatura, com tudo que uma ótima literatura tem direito, você quer bons personagens, aqui tem, você quer uma história que seja original, com aventura, movimento, que te deixe vidrada e fixada na obra... aqui tem! Tem amor, tem família, tem romance, tem agonia, lágrimas, desespero, mais tem também momentos muito felizes de puro amor e fraternidade!  

Talvez você olhe para a capa e a sinopse e ache que é um livro voltado para crianças e jovens, não se engane, foi uma das leituras mais FORTES e DENSAS da minha vida, e sinceramente, achei que lendo uma segunda vez iria sentir menos, me envolver menos ou simplesmente sofrer menos! Coitada de mim! Por eu já saber o fim da história e dos personagens, por mim ainda lembrar de trechos muito fortes da história, só consegui sofrer mais, ficar ainda mais ansiosa para chegar tal parte, ou não chegar, para não ter que passar por aquilo novamente!

Não é um conto de fadas, não é uma história leve e bonitinha! É uma história complexa, completa e forte, densa e EMOCIONANTE, que te faz chorar, sofrer, torcer, amar, rir e viver intensamente aquele mundo que nem é o seu!

Já ouviram algo sobre a mitologia celta? Sobre a fantasia sobre a Dama da Floresta? Sobre Druidas? Feiticeiras? Quem já leu algo sobre a Idade Média e sobre a cultura celta, sabe que por mais que possa até parecer, não é história para se contar antes de dormir para seu filhos! Amo fantasia, sobrenatural, amo boas histórias e mitologias, amo mais ainda bons personagens, aquele que te fazem os amar e os odiar, e amo bons autores, aquele que te fazem sofrer sem dó e nem piedade, que te deixam no limite, temendo não só pela vida de seus personagens, como também pelo seus destinos, afinal tem coisas que são bem piores que a morte!  

SORCHA é a sétima filha de um sétimo filho, Filha da floresta conta a história dela, a sua história de vida e de seus seis irmãos, conta tudo que essa menina fez para salvar os irmãos e ela mesma de uma terrível maldição

SETE IRMÃOS!

Liam o mais velho, o líder. Diarmid, o segundo filho, com seu sorriso e carisma. Cormack, o guerreiro, com seu coração bom e generoso. Padriac, aquele que irá longe, mais longe que qualquer um dos irmãos, o que conserta coisas e também animais. Conor, estudioso, apaixonado por histórias, o nosso Druida. Então vem Finbar, com o dom da visão, aquele que sabe o futuro, sofredor e fechado. E a mais nova e a mais forte de todos, SORCHA, a curandeira, e nossa maior heroína dentre todos os heróis dessa família.

O amor deles é lindo, a ligação desses irmãos é linda, Sorcha nasceu e perdeu a mãe no parto, porém sua mãe tinha uma ligação muito forte com a natureza e a floresta e deixou isso para seu filhos, esses que permanecem juntos como se fossem um só. Seu pai se transformou em um homem frio que perdeu a capacidade de amar após a morte da esposa, mas após 13 anos, cai nas garras de uma mulher que pode destruir sua família para sempre!

Meus preferidos? Sorcha porque simplesmente merece esse posto! Simon, bem não posso dizer quem é ele! Conor, porque ele é maravilhoso! Finbar por sua ligação com Sorcha, por seu amor, por ser o que mais sofre?! Não sei, mas amo ele, e amo também a forma que eles conseguem se comunicar, e como é bonito! E como se protegem, e amo Liam, ele também é merecedor de amor e respeito!

Não vou falar sobre a maldição, ou o que se passar após ela, só posso dizer que é CRUEL, que eu sofri muito lendo, chorei, fiquei aqui agoniada com o coração na mão, aquele aperto no peito, a história é destruidora, acaba com o leitor, ao mesmo tempo que sempre alimenta seu amor e esperança. É uma leitura para quem tem o coração forte!
A vilã é terrível! Os mocinhos apaixonante, não temos certezas de finais felizes em nenhuma parte da história, é cabeça erguida e muita fibra e coragem para sobreviver a esse livro, mas podem me perguntar: é uma leitura que vale todo esse sofrimento? SIM! É, li uma, li duas e provavelmente daqui a alguns anos vou ler novamente! Porque é uma história intensa e maravilhosa!

Bem... acabou saindo mais uma declaração de amor que uma resenha, não é?! Espero que sim, não vou me aprofundar contando fatos do enredo, porque sinceramente, só lendo mesmo, é o tipo de história, que qualquer coisinha contada a mais, pode estragar partes, emoções e sensações que se devem ser sentidas e experimentadas de modo individual! Juliet Marillier é uma autora maravilhosa, com um tremendo dom, é muito mais que palavras, ele tem magia na sua história, pois Filha da Floresta não é um simples livro, ele é muito, muito mais, e também não é para simples leitores, tem que ter muita força para viver essa história juntamente com personagens tão especias, tenho que dizer que foi novamente um prazer ler essa obra e que novamente ela me marcou a ferro, sangue e lágrimas! 
Leiam! Não deixem de viver Sevenwarters! Mais que recomendado! 

Paula Juliana

sábado, 25 de julho de 2015

Resenha: Fragmentados- Só porque a lei diz, não significa que é verdade - Neal Shusterman

Resenha: Fragmentados- Só porque a lei diz, não significa que é verdade - Neal Shusterman
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Novo Conceito
Skoob

Sinopse: Fragmentados- Só porque a lei diz, não significa que é verdade - Neal Shusterman
Fragmentados - Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria .
Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe.
O vencedor do Boston Globe-Horn Book Award, Neal Shusterman, desafia as ideias dos leitores sobre a vida: não apenas sobre onde ela começa e termina, mas sobre o que realmente significa estar vivo.

''- Você vai sentir uma fisgada no couro cabeludo - informa um cirurgião. - Não é nada com que se preocupar.''

Não sei nem como começar a falar dessa obra! Fragmentados como toda boa distopia sabe mexer com o leitor e o trasportar para uma sociedade cruel e caótica, devo começar dizendo que achei o enredo muito, muito original e genial também. Diferente de outras distopias que utilizam da morte como um grande fim, Fragmentados no seu enredo questiona isso, aqui ninguém morre, só continua a viver de uma forma diferente, vamos ser sinceros, viver fragmentado pelo mundo, com um pedacinho de você em inúmeras pessoas diferentes, é viver? 

''... a única razão para eu estar vivo é que aquela pessoa foi fragmentada.
 - Então - diz Connor -, a sua vida é mais importante que a dela? ''

O livro é ótimo, não é perfeito, ou mesmo a melhor distopia que li na minha vida, mas ele é uma grande distopia, tive logo uma relação de amor e ódio, e não se enganem, amei que ele conseguiu despertar isso em mim, logo que comecei a ler pensei na grandiosidade do enredo, em como o assunto era bom, uma grande matéria prima nas mãos e fiquei com medo de como a história seria apresentada.
Então como o próprio livro TUDO veio em pequenos pedaços, começamos partes por partes a conhecer Connor, Risa e Lev. Ao mesmo tempo que nós apresentavam os protagonistas, nos apresentavam também a história, o como é essa sociedade, como é esse processo de Fragmentação e essa tal de Lei da vida, assim como vários termos e separações muito próprias da história!   

''Em um mundo perfeito, tudo seria preto ou branco, certo ou errado, e todos saberiam a diferença. Mas este não é um mundo perfeito. O problema são as pessoas que pensam que sim.''

Temos três jovens lutando por suas vidas, três jovens lutando para chegarem INTEIROS os 18 anos. 

Uma sociedade que é comandada pela LEI DA VIDA.
Aquela aprovada para colocar fim a uma guerra e que acabou criando um grande câncer no seu mundo. 
Segundo a Lei, a vida não pode ser tocada até os treze anos, mas entre os 13 e os 18 anos, os pais, a sociedade ou guardiões podem escolher ''ABORTAR'' essas vidas. Isso quer dizer, matar só que não matar, a criança ainda estaria vida, tecnicamente viva, já que seus pedaços fariam parte de outros seres humanos, essa criança estaria viva, porém, fragmentada.

Talvez você não possa fazer algo grandioso e importante da sua vida, mas pode fazer parte de vidas que vão fazer coisas realmente grandiosas!

'' Assim como o cemitério de aviões era o Paraíso disfarçado de Inferno, o campo de colheita é o Inferno mascarado como Paraíso.''

Na sociedade atual a FRAGMENTAÇÃO é uma prática muito usada e aceita, campos de colheita são muitos pelo mundo todo. 

''... as pessoas não são completamente boas nem completamente ruins. A gente passa a vida toda entrando e saindo das sombras e da luz. Neste momento, eu estou feliz por estar na luz.''

CONNOR descobre que vai ser mandado para fragmentação, vê na gaveta de seu pai o formulário assinado, assim, ele não vê outra opção que não fugir dali e lutar para se manter inteiro até os 18.

RISA é uma tutelada pelo estado, uma grande musicista, não tem pai ou mãe, vê no professor de música um pai, porém, depois de uma apresentação não muito perfeita, Risa é convocada e avisada que já atingiu seu total potencial ali e que vai ser mandada para um campo de colheita, ela vai ser fragmentada. 

LEV é um dizimo. O decimo filho de uma rica família, ele foi criado para o abate, foi feito para quando fazer 13 anos, ser fragmentado, mas isso para ele é uma missão abençoada por Deus. Lev realmente acredita que esse é seu destino e está FELIZ com isso.

''... se cada parte de você está viva, mas dentro de outra pessoa... você está vivo ou morto?''

Então, Connor foge, Risa é colocada em uma ônibus a caminho de seu destino e Lev está indo feliz cumprir seu papel, até que o caminho desses três se cruzam e nada mais será o mesmo.   

''Você não pode mudar a natureza humana sem antes mudar a lei.''

O enredo é incrível, a escrita é direta, bruta e cheia de críticas. Os personagens são guerreiros, gostei dos três principais, me surpreendi com o papel de cada um na história, os secundários a mesma coisa, cada um com uma história diferente, que toca o leitor, que questiona. A Fragmentação é em si BRUTAL, por vários motivos, mas principalmente por ser uma prática aceita e comum, por ser uma violência velada, os Fragmentários são tratados ''muito bem'' nos campos, até na parte final da operação, é uma mistura de horror e segurança, é totalmente apavorante o processo de fragmentação, passei o livro praticamente todo querendo ver como era, como iria ser mostrado aquilo e não querendo também, porque eu sabia que se fosse aparecer seria pelo ponto de vista de uma dos meus principais, e eu não queria que eles fossem fragmentados, então foi essa agonia e desespero durante toda a obra.

O romance é muito, muito sutil, não é o foco, mas está ali, escondidinho, mas presente.
Connor tem um temperamento forte, é guerreiro, um herói. Risa é muito inteligente, e com toda certeza uma sobrevivente. Lev é o personagem com a maior profundidade para mim, é aquele que faz ''merdas'', mas no fim você perdoa, que você quer sacudir, é também o que sofre maior mudança, porque a gente tem toda uma troca de ideologias nele, Lev criado para ser um dizimo, daí isso não acontece, de repente ele se vê em um mundo que não é bom e que vai de encontro com tudo que ele acreditava, então, ele questiona tudo, desde o seu valor, ao dos outros, ao de Deus, os da sua família e os da sociedade como um todo.      

''O garoto no canto da sua mente não fala com ele usando palavras. Ele sente. Ele se manifesta. Não entende que é apenas parte de outro menino. É como um sonho, quando você sabe de algumas coisas, e de outras deveria saber, mas não sabe. Esse garoto - ele sabe onde está, mas não sabe que não está inteiramente ali. Não sabe que agora faz parte de outra pessoa.'' 

Fragmentados foi uma distopia maravilhosa, eu queria que alguns pontos tivessem sido mais desenvolvidos, queria que tivesse mais histórias futuramente, em comparação o livro termina bem fechadinho, então, não sei se vem uma sequência por aí, mas foi uma louca leitura. Foi envolvente, sofrida, e daquelas leituras que te fazem pensar e questionar tanto a ficção quanto a realidade. Como toda a boa distopia, a molaridade, o social e o certo e o errado são colocados a prova, junto com os porquês sobre a alma, o mundo, o que as pessoas fazem com ele, e sobre essa prática que cruel ou não salva muitas vidas, e daí vem a grande questão: uma vida é mais importante que a outra? Qual vale mais? Se vale? E os Fragmentados? A vida acaba após fragmentação? E o fim? Ou um novo começo?
Leis! Verdades! Humanidade! 
Fragmentados de pedacinho em pedacinho deixa o leitor inteiramente LIGADO nessa história de matar! Recomendadíssimo!    

''Lobo frontal esquerdo.
 Eu... eu... eu não me sinto muito bem.
 Lobo occipital esquerdo.
 Eu... eu... eu não lembro onde...
 Lobo parietal esquerdo.
 Eu... eu... eu não consigo lembrar o meu nome, mas... mas...
 Temporal direito.
 ...mas ainda estou aqui.
 Frontal direito.
 Eu ainda estou aqui...
 Occipital direito.
 Ainda estou...
 Parietal direito.
 Estou...
 ...''

Paula Juliana

quinta-feira, 23 de julho de 2015

[Lançamentos Julho/2015] Novidades lindas da NOVO CONCEITO - Vamos entrar em um mundo novo! #PirandoComAsDistopias

[Lançamentos Julho/2015] Novidades lindas da NOVO CONCEITO - Vamos entrar em um mundo novo! #PirandoComAsDistopias


Fragmentados - Neal Shusterman
O vencedor do Boston Globe-Horn Book Award Neal Shusterman desafia as ideias dos leitores sobre a vida: não apenas sobre onde ela começa e termina, mas sobre o que realmente significa estar vivo.
Páginas: 320


Sinopse: Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria.

Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe.


Mentiras que confortam - Randy Susan Meyers
Páginas: 368
Sinopse: Cinco anos atrás... Tia apaixonou-se obsessivamente por um homem por quem nunca deveria ter se apaixonado. Quando engravidou, Nathan desapareceu, e ela entregou seu bebê para a adoção.


Caroline adotou um bebê para agradar o marido. Agora ela questiona se está preparada para o papel de esposa e mãe.
Juliette considerava sua vida perfeita: tinha um casamento sólido, dois lindos filhos e um negócio próspero. E então ela descobre o caso de Nathan. Ele prometeu que nunca a trairia novamente, e ela confiou nele.

Hoje... Tia ainda não superou o fim do seu caso com Nathan. Todos os anos ela recebe fotos de sua garotinha, e desta vez, em um impulso, decide enviar algumas delas para a casa do ex-amante. É Juliette quem abre o envelope. Ela nunca soube da existência da criança, e agora precisa desesperadamente descobrir quantas outras mentiras sustentaram o seu casamento até hoje.

Soldier - Leal Até o Fim - Sam Angus
Soldier: Leal até o fim é um livro emocionante e intenso, recomendado para leitores de todas as idades, especialmente para os apaixonados por cães.
Páginas: 256


Sinopse: Quando Tom Ryder é convocado para lutar na Primeira Guerra Mundial, não imagina o quanto o seu irmão mais novo, Stanley, sentirá sua falta. A única alegria do garoto são os filhotes de Rocket, a cadela premiada que é o orgulho da família. Porém, ao descobrir que Rocket teve filhotes mestiços, o pai de Stanley fica furioso e ameaça afogar os cãezinhos.

Inconformado e desejando reencontrar Tom, Stanley foge de casa. Mentindo a idade, consegue se alistar no exército britânico. Somente o amor incondicional pelos animais será capaz de fazê-lo sobreviver à brutalidade e à frieza dos campos de batalha. Uma prova de que a inocência e a sensibilidade podem ser mais poderosas do que a guerra.

Paula Juliana

terça-feira, 21 de julho de 2015

Resenha: Sugar - Vanessa de Cássia

Resenha: Sugar - Vanessa de Cássia
Classificação: 4/5 
Editora: Madras Hot
Skoob

Sinopse: Sugar - Vanessa de Cássia
Sugar - "Se seu vizinho lindo de morrer batesse em sua porta pedindo um copo de açúcar, o que faria?
Abra a porta, e descubra o que Flora fez..."
Um conto pra lá de açucarado... Um conto docemente sedutor!

''Tinha afeto, afeição, apego
Tanta estima, ternura e aconchego
Mas queria mais, queria sexo.''

Me sinto inspirada!!! E não é isso que a literatura de todos os tipos deve causar na vida de seus leitores? Os sonhos, as inspirações, as esperanças, aquela sensação de prazer e apego! Há o que? A vida, as fantasias e os desejos!

Nunca tinha lido nada da autora Vanessa de Cássia, então aproveitando esse meu momento hot no fim de semana, me permiti conhecer e me satisfazer com essa quente história!
Curiosos? Eu também estava e sinceramente, quem quer uma leitura rápida e boa, quente como o maldito inferno, não perca tempo e conheça esse conto da autora, o Sugar!!! #SugaMama

''Tinha sexo, volúpia, lubricidade
Do prazer sensitivo à diversidade
Mas queria mais, queria a carne.''

Conhecemos Flora que é uma professora de inglês que não esta contente com sua vida, toda mudança começa com um sentimento assim, não é? Flora vivia como nós doces leitoras, mergulhada em seus livros, suas lindas histórias, mas não estava plenamente feliz, então sua amiga lhe apresenta algo novo, algo que mexe com suas fantasias, nada mais, nada menos que o nosso famoso e tão falado Sr Grey, não, não o Raj Grey da Globo, o original, de 50 Tons de cinza, e a professorinha, começa a se permitir novas sensações...

O negocio pega fogo quando o vizinho, sim, porque temos minha Nossa Senhora dos Vizinhos gostosos um vizinho bonitão na história, e como a fantasia não é coisa pouca, Paulo é o homem perigoso que aparece na porta desse mulher... pedindo uma xícara de açúcar!!!
Sonhos, SONHOS!!! E que história doce! Doçuras a partes... PAULo é a fantasia molhada de qualquer mulher!!!!!

''Tinha a carne, o corpo, a luxúria
A lascívia, a lubricidade, a fúria
Mas queria mais, queria os orgasmos.''

Sugar é um conto muito, muito divertido, gostei da escrita da autora, li em umas duas horinhas, é engraçado, é quente, tem até aquele momento de desespero e tem um pequeno diferencial que é quando a autora brinca com os leitores cintando outras obras que nos fazem babar por aí, Vanessa de Cássia ainda fala sobre o poder da mulher e a sua autoestima, o que nos faz se sentir poderosas e mulheronas, e o quando um amor, uma paixão pode mudar nossas vidas!!!

''Tinha orgasmos, muitos, cumes, apogeus
Tantos clímaxes múltiplos, simultâneos
Mas queria mais, queria amor, paixão
E mesmo que fosse fugaz, momentâneo
Queria mesmo um amor, sem hesitação!''

Paula Juliana

Resenha: As Crônicas de Della Tsang - Transformada na calada da noite - Salva ao nascer do sol - C. C. Hunter...

Resenha: As Crônicas de Della Tsang - Transformada na calada da noite - Salva ao nascer do sol - C. C. Hunter...
Classificação: 4/5 ♥ Favorito 
Editora: Jangada
Skoob

Sinopse: As Crônicas de Della Tsang - Transformada na calada da noite - Salva ao nascer do sol - C. C. Hunter...
As Crônicas de Della Tsang - A independente e forte Della Tsang não acreditava em fantasmas, até ela ver seu primo morto em um beco escuro. Ela não acreditava em vampiros, até se converter em um. Agora ela deve decidir entre seguir os passos de seu primo vampiro e deixar tudo para trás ou se unir a Shadow Falls, um acampamento para jovens especiais.

''- Merda! - sussurrou Della. - Está acontecendo de novo. - E quando ela olhou para a enfermeira, aquela coisa louca na testa tinha aparecido novamente. Era como se Della pudesse ver dentro da cabeça da enfermeira, como naqueles filmes de terror baratos. Ela podia ver a frente... do cérebro dela! Sim, parecia um cérebro, só que não eram os miolos. Eram linhas estranhas em zigue-zague, como um cruzamento entre arte moderna ruim e hieróglifos antigos.''

Novamente volto com minha diva C.C. Hunter, essa autora aqui no blog não é novidade e sei que vocês já sabem do meu amor pelas sagas sobrenaturais/fantasia Acampamento Shandow Falls. Semana passada trouxe a resenha de Renascida que é o primeiro livro da nova saga da autora no mesmo mundo dos seus livros antigos. 

Mostrei todo o meu amor pela escrita da autora, que é maravilhosa, mostrei como amo Della essa personagem tão especial que mereceu ganhar uma série como protagonista e logo depois descobri que a Editora Jangada, publicou dois contos que a autora escreveu sobre a história de Della, então não RESISTI! Jamais resisto ao sobrenatural!!! Esse é meu lema! 

''- Não vá se colocar em perigo! Sua tarefa é se infiltrar na gangue, mostrando interesse em se juntar ao grupo, descobrir se estão usando assassinatos como ritos de iniciação e depois dar o fora. E viva!''

As Crônicas de Della Tsang são duas histórias, que para mim como fã e leitora da saga me fizeram muito, muito feliz. Transformada na calada da noite fala da transformação de Della e como foi esse processo, desde o acidente, que ativou seu vírus, ao encontro de Della com Shadow FallsSalva ao nascer do sol conta sobre a primeira missão de Della para o FBI sobrenatural, Della tem que descobrir se uma gangue está matando, assassinando em seus rituais de iniciação, nesse conto mostra as primeira interações dela com o doce Steve!!!

''Ela se levantou e foi até o espelho e olhou para si mesma. Seus olhos já não eram castanho-escuros, mas dourados. De um tom brilhante e quente de amarelo, como um fogo ardente dentro dela. E ainda assim ela estava fria. Fria demais para Lee? Ela notou que seus dois caninos estavam... afiados.''

Seria o correto ler os contos e então ler o primeiro livro, mas eu não faria assim, prefiro indicar a leitura do primeiro livro Renascida, que é um senhor primeiro livro e então ler os contos como uma leitura complementar, são ótimos, os dois, mas não acredito que me deixariam subindo pelas paredes se tivesse lido só eles sequinhos, prefiro me viciar com o primeiro livro e logo depois me presentear com os contos!

'' - Entendo, senhor - falou Steve, o cara musculoso e de olhos e cabelos castanhos, sentado ao lado dela, enquanto ela continuava quieta. Pela primeira vez, Della notou que a voz do garoto tinha um leve sotaque arrastado do sul.''

Dando uma visão geral da história de Della Tsang e de Renascida:

''Começando pelo básico, Acampamento Shadow Falls é um acampamento sobrenatural, lá você encontra uma louca mistura, são: bruxas, metamorfos, vampiros, faes, lobisomens, camaleões, essa uma raça nova... Em Shadow Falls essas pessoas diferentes encontram um lar e educação, dirigidos por uma Fae e um vampiro que são um casal, aos olhos dos mundo, é uma internato, mais para seus ''alunos'' é um refugio, um lugar de proteção, ou deveria ser, pois depois que um casal foi encontrado morto muito próximo do acampamento, não sabemos se o lugar é realmente seguro. E que cheiro é esse? Que rastro é esse que não é desconhecido da mocinha? Seria do carinha novo? Já teriam se esbarado por aí?

''Mas como não queria, de maneira nenhuma, parecer fraca diante de Burnett, desistiu de fazer o tipo ''garota frágil'' e disse a si mesma que podia ser durona.''

Della é uma vampira, sua família não sabe, depois de sua transformação, seus hábitos mudaram, e Della se transformou como pessoa também, porém sua família, acha que a moça virou, que é uma marginal que  está envolvida com drogas e outras coisas pesadas, Della que era muito apegada a seus pais e irmã, se vê sozinha, e sofre, mesmo que não deixe transparecer na sua aparecia durona de vamp fodona, e também depois de uma desilusão amorosa com seu antigo namorado, pós mudanças, Della morre de medo de se entregar, de se abrir para novas pessoas, o que não é muito bom para o metamorfo Steve que é doidinho pela vampirinha, e nem para o novo vampiro do pedaço, Chase que já chegou batendo de frente com a menina com seu jeito arrogante e seguro de ser.

Não me perguntem, ainda não tenho um favorito! Estou formando opinião quanto aos gatos da série! #PossoficarcomOsDois?

Entre sua família, seus problemas com garotos, os assassinatos na redondeza, e seu sonho de ser uma agente do FBI sobrenatural, Della tem como apoio as suas amizades com a doidinha bruxinha Miranda e a Camaleão Kylie, que mostram como tudo pode se resolver quando confiamos em outras pessoas.       

''Filho de uma mãe! Como é que aquele cara a conhecia tão bem? Quando é que ela tinha aberto a porta e o convidado para entrar na sua vida? No seu coração?''

Della começa Renascida com problemas na sua audição vampira, ela está quente, é, uma vampira quente?! Emotiva?! E sendo perseguida por um fantasma de um vampiro, sim, um fantasma! Gente, essa misturada que C.C. faz é maravilhosa, alguns que não conhecem podem até torcer o nariz, mas esse estilo de história dá tanto material para a autora, é tantos os caminhos que ela pode levar a história, são tantas as teorias, os mistérios, que é muito apaixonante, além de todos os personagens serem tremendamente cativantes, você se apaixona por eles, os ama, e quando eles estão em perigo, teme por ele, tem medo de perde-los, e essa interação com a história é uma coisa magica. ''

Voltando agora para As Crônicas de Della Tsang, vejo o enredo como um grande todo, mesmo que praticamente li seguidos (livro+contos), todos eles, e sinceramente é um prato cheio para os amantes da fantasia e sobrenatural, amei saber como foi a transformação de Della e entender melhor sua relação com seu primo, que é muito importante no enredo de Renascida, e amei também curtir a primeira missão dessa personagem maravilhosa e ainda curtir o inicio de seu romance com Steve, que é um personagem apaixonante como todos os de C.C. Hunter!!!!
Espero que leiam Renascida, que leiam as As Crônicas de Della Tsang, que leiam a primeira série de Shadow Falls e que entrem de cabeça nessa nova saga também! Pois são livros que merecem ser lidos pela gostosura de suas histórias!

''Quando desligou, Steve começou a andar até ela. Ela observou a maneira como ele se movia, como um leão, ágil e com propósito. Ele parou bem na frente de Della e afastou uma mecha do cabelo dela, colocando-a atrás da orelha e mantendo a mão em seu rosto. ''

Paula Juliana

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Resenha: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma

Resenha: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma
Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Editora Valentina
Skoob

Sinopse: Proibido - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa? - Tabitha Suzuma
Proibido - Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.
Eles são irmão e irmã. Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

''- Não sei - sussurra. - Como uma coisa tão errada pode parecer tão certa?''

Estava pensando em começar essa resenha com alguma frase de efeito, ou algo que logo demostrasse o quão ótimo é esse livro, porém, Proibido foi uma leitura que nem sei como começar a descrever, acabei de terminar a obra e sinceramente me sinto meio anestesiada, não sei se já aconteceu com vocês, quando fechei esse livro, só parei, fiquei olhando para o teto e me deu aquele branco, aquele ''e agora?''. E o que falar dos sentimentos que surgiram durante a leitura, e principalmente na parte final? Um desespero monumental! É o tipo de leitura que mexe tanto com você, que até fisicamente você chega a sentir, o coração apertado, aquela sensação na boca do estomago, e a vontade de chorar, convincente, envolvente e apaixonante, muito emocionante também, não vou me assustar se voltar a chorar escrevendo essa resenha!

''- Mas ele beijou você. - gritou, sacudindo-o pelos braços para ressuscitá-lo - Ele tentou, é verdade, mas eu não deixei! E sabe por que? Quer saber a razão? Quer realmente saber a razão? - Ainda o segurando com ambas as mãos, eu me inclino para frente, ofegante, lágrimas quentes e pesadas me escorrendo pelo rosto. - Foi por isso...''

O enredo é no minimo polêmico, acredito que falar assim de cara, só citar uma simples palavra, pode fugir ou aguçar vários tipos de leitores, mas nessa literatura, como na literatura em geral sentindo tudo que os personagens sentem, e sabendo o que está acontecendo pelos olhos deles, entendo aquilo tudo, desde o principio, sem preconceitos, sem opiniões pré-formadas é muito, muito diferente.

Vamos lá! Sem mais mistérios!

Encontramos uma família onde um pai a abandonou e uma mãe é tão ausente que entre o vício da bebida e o comportamento de adolescente sem causa, ela não pode nem cuidar dela mesma, quem dera de cinco filhos. 
Então, temos os cinco filhos, Lochan de quase 18 anos, Maya de quase 17, Kit de treze, Tiff de oito, e a pequena Willa de cinco. 
Uma casa sem mãe e sem pai, com crianças pequenas, alguém tem que cuidar, alguém tem que fazer esse papel, fazer comida, educar, dar banho, pegar e levar para a escola, dar o apoio emocional e estrutura que todas as crianças precisam para sobreviver. 
Nessa ''brincadeira'' da vida cotidiana, quem assumiu os papéis de autoridade foram Loch e Maya, Maya e Loch, o irmão e a irmã que se apaixonaram, que acabaram se envolvendo e se amando muito, muito mais do que a sociedade permite e aceita de uma relação fraternal!

Amor! Paixão! Uma família quebrada! Crianças! Uma relação incestuosa! Essa palavra é forte e realmente não queria usar na resenha, mas acredito que quem ler e quem leu a obra não pensou nessa palavra como uma coisa feia e nojenta, que é como geralmente a gente pensa imediatamente! 

O livro é tão bonito! Lindo mesmo, Loch é um homem maravilhoso, inteligente, maduro, brilhante, só com 18 anos, não posso chamar ele de garoto, a vida o ensinou muito cedo a ter muitas responsabilidades, a mesma coisa podemos falar de Maya que não era criança a muito tempo também. É um tema tão complicado de falar, que eu queria muito explicar como foi calmo esse inicio de relação, como foi natural para os dois ''irmãos'' se apaixonarem, porque os dois nunca se viram no papel de irmãos, os dois sempre foram parceiros, almas gêmeas até, amigos, mas passando a vida toda praticamente fazendo papel de mãe e pai em casa, sendo as figuras adultas em uma família, sendo o apoio, o porto seguro um do outro, não foi tão absurdo quando esse sentimento maior surgiu no meio da relação desse casal. 

'' - Nós não fizemos nada de errado! Como o nosso amor pode ser considerado horrível, quando não estamos fazendo mal a ninguém?''

A escrita de  Tabitha Suzuma é literatura pura! É linda, linda, linda, faz o leitor se emocionar ao estremo, pois faz ele ser parte da história, encontramos os pensamentos de Loch e Maya de uma forma tão lindamente atormentada, tão palpavelmente real e cheia de sensações e sentimentos, emoções, que é preciso ter um coração de gelo para não se deixar sentir por essa história.

A relação de Loch e Maya é muito bonita, a relação da família é muito bonita, as crianças são maravilhosas, todas com a personalidade bem definidas, bem acentuada, com os traços totalmente próprios e originais. Willa e sua inocência, Tiff e a sua energia, Kit e a sua rebeldia, o filho do meio que queria ser ouvido!

Realmente me envolvi com todos os personagens, não consegui enxergar o romance de Loch e Maya como uma coisa errada e feia em momento algum, vivi todas as fases com eles, desde o entendimento do que estava acontecendo, ao o lutar contra, enquanto eles lutavam contra o sentimento, eu só faltava levantar uma faixa de torcida aqui, até tudo que aconteceu até o momento final. Aguenta coração!!!

A autora levanta várias bandeiras, fala sobre o incesto nos Estados Unidos, sobre como é considerado crime mesmo de forma consensual, aparentemente não é todas as formas de amor que são liberadas pelo mundo mesmo, ela fala também das famílias e as ''funções'' trocadas, fala daquela mãe que coloca o filho no mundo e vai ser feliz, daquele pai que constrói uma nova família e deixa a antiga esquecida, fala de fobias sociais, Loch tem o que os médicos chamam de ansiedade social, que é aquele medo de se envolve, de até falar com pessoas novas, de se expor em público, e aborda também o papel ou não do governo, no caso da assistência social, os cinco irmãos não queriam se separar, mas se descobrissem que eles viviam em uma casa abandonada pela mãe e o pai, iria cada um para um orfanato e aí chegamos novamente a missão de Loch e Maya de ser os pais ali!

''Não adianta lutar, só servia para nos magoar mais ainda. O ser humano precisa de um fluxo constante de nutrição, oxigênio e amor. Sem Maya, eu perco todos os três; separados, morreríamos lentamente.''

Terminei Proibido com o coração na mão, um acidente de trem abulante, foi uma leitura intensa, uma das melhores que fiz esse ano, envolvente e bonita em cada linha lida, comovente e sensível, falando de um amor de uma forma tão pura que chega a assustar! Indico para todos os tipos e estilos de leitores que se propõem a ler de mente e corações abertos para entender e sentir a beleza dessa história cheia de um lindo e completo amor
Recomodadíssimo! Uma obra incrivelmente maravilhosa e destruidora!!!! Do começo ao fim!!!!   

''Nunca deixem nenhum deles perder! Mesmo que antes deem uma canseira neles, vocês sempre, sempre têm que deixá-los vencer no final.''

Paula Juliana

sábado, 18 de julho de 2015

Resenha: Pecaminoso - Gisele Souza

Resenha: Pecaminoso - Gisele Souza
Classificação: 4/5 ♥ Favorito 
Editora: Editora Charme
Skoob

Sinopse: Pecaminoso - Gisele Souza
Pecaminoso - Quando Isabella Leal foi trabalhar em uma empresa de processamento de dados como estagiária, não imaginou que, ao ser efetivada, passaria por uma situação tão inusitada... E deliciosa!
Ela se deparou com um vício: Blake Miller. Além de ser lindo e ardente, o jovem CEO da empresa era irritantemente arrogante.
Após um encontro arrebatador, Isabella percebe que se tornou um erro.
Mas ela não vai deixar isso barato! Blake vai descobrir o que uma mulher determinada e com o sabor do pecado é capaz de fazer.

Pecaminoso é nossa forma de sonhar!
O que falar desses romances eróticos que mexem com a imaginação da mulherada? Posso dizer que desde que explodiu essa moda, já li vários, muitos mesmo, e sempre tem aqueles que são muito do mesmo e aqueles que se destacam e mexem com o sentimento do leitor, a autora Gisele Souza sabe fazer isso, é minha terceira experiência literária com ela, meu terceiro livro lindo da autora e não tem como não se apaixonar, a escrita gostosa de Gisele me lembra muito os livros da Bella Andre que é uma das minha autora de romance mais queridinha, ela tem aquela pegada gostosa, que se mistura com o romance, com dramas, até mesmo um pezinho no romance policial, uma aventura no fim da obra, que dá aquela mexida, aquele desespero, e principalmente, Gisele tem aqueles personagens, aqueles que te prendem e te cativam. São os principais e os secundários, é o enredo secundário e o enredo principal, não importa se você está no começo, meio ou fim, a história continua uma delícia

Isabela Leal é uma mulher de 24 anos que saiu de casa e foi para a cidade grande para conquistar sua independência, sair do seu ninho, sabem? Aquele lar protegido e cheio de amor, mas que te deixa naquele pequeno mundinho? Isa queria o mundo, então ela estudou, cresceu e apareceu. 

E foi na sua entrevista para entrar na On System para trabalhar como secretária do CEO Blake Miller que a moça viu que estava completamente ferrada, seu chefe era aquele gato, mas um carrasco insuportável!

Senhorita Leal conseguiu o emprego e depois de passar na experiência, bem, digamos que caiu em tentação com o chefe malvado e a coisa ficou feia... para ela, para nós leitores foi só diversão!

Gente! O enredo é clichê, sim, mas graças a Deus existe os bons clichês, aqueles que nos fazem fantasiar e sonhar! Eu curti o romance do começo ao fim, ele conversa diretamente com o leitor, é aquele tipo de narração que fala com você, e então você sorri e entra na história.
Isa tem um temperamento forte e rebelde, depois de uma desilusão do passado ela fez uma promessa para si mesma, nunca mais ser menos do que é por ninguém e principalmente por homem nenhum, ela se libertou e agora é o que sempre deveria ter sido!
Blake é uma homem que se esconde por baixo da máscara de carrasco maldito, ele tem um passado também, e uma tragédia que o fez logo fica intrigado com a aparência de Isabela, e também explica as muitas mulheres em sua vida, inclusive sua amiga de foda, não vou comentar sobre essa na resenha! #MotivosPessoais

Como história secundária conhecemos o maravilhoso Adam e a misteriosa Ariana, que depois de uma noite louca de sexo com o homem, teve a maior decepção de sua vida, Adam acorda e não se lembra dela, a trata como uma qualquer, então anos depois, quando os dois se reencontram e ele novamente a canta como se não a conhecesse, a moça quer comer ele vivo, bem... eu também o mataria! Digamos que isso é uma pequena sinopse, tem muita coisa que não posso falar na resenha para não entregar muito para vocês!         

Meu conselho é: Gosta de romance, aqueles quentes, melosos e românticos? Gosta de se apaixonar por mocinhos gostosos e mocinhas nada inocentes e sem papas na linguá? Conheçam os livros de Gisele Souza, é uma ótima pedida, ainda mais gostoso, é encontrar os personagens amados de outras histórias passando pelas histórias novas! Ri, chorei, me apavorei, curti todo o romance sexy e sem pudores e super recomendo Pecaminoso!!!!
Conheçam Blake Miller!!!! 

Paula Juliana

sexta-feira, 17 de julho de 2015

[Lançamentos/Julho] Novidades Grupo Pensamento - Editora Jangada Julho/2015!


Lançamentos JULHO/2015:
PENSAMENTO
- Orações para Transformar a sua Vida
- O Espírito de São Francisco, Papa Francisco
- Astrologia sem Segredos, Sue Merlyn Farebrother
 JANGADA
- O Artífice do Tempo, Niel Bushnell (Segundo livro da série Túneis da Morte)
SEOMAN
- Blondie – Vidas Paralelas, Dick Porter e Kris Needs
- Estado Islâmico, Michel Meiss e Hassan Hassan


DESTAQUE JUNHO:

A Odisseia de Tibor Lobato - O Oitavo Vilarejo # 01 - Gustavo Rosseb


A Odisseia de Tibor Lobato - Depois de perder os pais num terrível incêndio no acampamento cigano onde moravam e passar dois anos num orfanato, Tibor Lobato e sua irmã Sátir são encontrados pela avó e vão morar no seu sítio. Ali fazem amizade com Rurique, um garoto conhecedor das lendas e histórias de assombração do lugar. 
Durante a quaresma, coisas muito estranhas começam a acontecer na região e seres fantásticos do folclore - como a Mula Sem Cabeça, o Boitatá e a Cuca -, ganham vida e começam a assombrar os habitantes dos Sete Vilarejos. Os três começam a correr perigo quando descobrem segredos que ligam a família dos irmãos a esses seres fantásticos e a um lendário Oitavo Vilarejo. A partir daí inicia-se uma odisseia cheia de magia, que levará os três amigos a reconhecerem e valorizarem virtudes como lealdade, coragem, esperança e amizade.

Paula Juliana