quarta-feira, 30 de março de 2016

[News Overdose] Pré-venda @editoraarqueiro - novidades 2016!

[News Overdose] Pré-venda @editoraarqueiro - novidades 2016!


Paixão Libertadora - Sophia Jackson


Max O’Hare já passou por muitos momentos difíceis na vida. 

Depois de perder um grande amor e ter que se internar numa clínica para se livrar das drogas, ele decide que é hora de trocar Nova York por uma cidade do interior, na tentativa de se reerguer ao lado da família.

É lá que ele conhece a deslumbrante Grace Brooks. Amante da arte e da fotografia, ela parece a mulher perfeita. Mas o que Max não sabe é que ela guarda a sete chaves a verdade sobre o próprio passado.

Atraídos um pelo outro, mas com medo das consequências que um relacionamento sério pode trazer a suas vidas já complicadas, eles fazem um pacto para que a relação seja apenas sexual, sem sentimentos envolvidos. Até que as coisas começam a mudar entre os dois...

Presos a grandes medos e a segredos profundos, Max e Grace precisam aprender a confiar de novo e se entregar um ao outro não apenas de corpo, mas também de alma.

Ligeiramente Seduzidos - Mary Balogh


“Mary Balogh transforma o que poderia ser um romance comum em uma narrativa emocionante, com personagens profundos e fortes, ambientada em um cenário histórico que fervilha de ação. Ela é mestre nesse tipo de escrita, e este livro vai deixar você sem fôlego.” – Romantic Times Book Club Magazine


Sinopse:
No início era apenas vingança, mas se tornou uma irresistível paixão.

Jovem, estonteante e nascida em berço de ouro. É apenas isso que Gervase ­Ashford, o conde de Rosthorn, enxerga em Morgan Bedwyn quando a conhece, num dos bailes da alta sociedade inglesa em Bruxelas.

Em circunstâncias normais, ele não olharia para ela duas vezes – prefere mulheres mais velhas e experientes. Porém, ao saber que Morgan é irmã de ­Wulfric ­Bedwyn, a quem Gervase culpa pelos nove anos que passou longe da Inglaterra, decide que ela é o instrumento perfeito para satisfazer seu desejo de vingança.

Mas Morgan, apesar de jovem e inocente, também é independente e voluntariosa e, assim que entende as intenções do conde, se prepara para virar o jogo e deixar claro que não se deixará manipular por ninguém.

Em Ligeiramente seduzidos, quarto livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos brinda com mais uma história fascinante. Em uma trama repleta de traição e vingança, escândalo e sedução, ela mostra que o caminho para o amor pode ser difícil, mas que a recompensa faz cada passo valer a pena.

Profundo - Robin York


Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. 

De uma hora para outra, sua reputação é arruinada e o futuro promissor que a aguardaria após a faculdade já não parece tão garantido.
Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, procura se defender da multidão de pessoas que a julgam.

Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa e dá uma surra em seu ex-namorado, tudo muda. À primeira vista, West Leavitt é a última pessoa de quem Caroline deveria se aproximar – ele tem um ar sombrio e ganha a vida de forma ilícita. Ela, por sua vez, é o tipo de garota que West sempre tentou evitar. Rica e privilegiada, jamais entenderia as dificuldades pelas quais ele já passou.

Mesmo com todas as diferenças, os dois se tornam amigos. Com Caroline, West sente que fará de tudo para ser um homem melhor, e ela encontra nele a força para reagir. Quando parece impossível resistir à paixão avassaladora, West e Caroline descobrem que às vezes a única opção que resta é ir mais fundo.


“Maravilhosamente bem-escrito e rico em cenas doces e sensuais, personagens com uma química arrebatadora e momentos deliciosos.”
 – Christina Lauren, autora da série Cretino Irresistível

“Se eu pudesse, daria mais de cinco estrelas.” 
– Reading Haven

“Se você quiser ler uma história espetacular, cheia de conflitos angustiantes, com uma amizade que se transforma em romance, um enredo fantástico, personagens ricos e profundos, e estiver disposto a se entregar a uma trama genuinamente verossímil, comeceProfundo agora mesmo.” 
– The Book Hammock

“Este é o tipo de livro que todo mundo precisa ler ao menos uma vez. É lindo, sexy e emocionante, tudo o que eu sempre quis.” 
– Anna’s Book Blog

Viagem no tempo, romance e série de tv!


Claire e Jamie já encantaram mais de 20 milhões de leitores no mundo. E você, já conhece a série Outlander?
• Leia um trecho do primeiro livro da série: http://goo.gl/U1Qb0y
• Garanta já o seu exemplar de "Os tambores do outono, a 1ª parte do 4º volume da série: http://goo.gl/AjSij8 || Diana Gabaldon

Sarah Maclean


Leia um trecho: http://goo.gl/rxAqQH
Garanta já o seu: http://goo.gl/kzkAWC

Paula Juliana

segunda-feira, 28 de março de 2016

[Surtando Overdose] Revelada capa do segundo livro da série Flores da Temporada - O Despertar do Lírio - autora Babi A. Sette @babiasette

[Surtando Overdose] Revelada capa do segundo livro da série Flores da Temporada - O Despertar do Lírio - autora Babi A. Sette @babiasette


Lilian Radcliffe é uma jovem viúva e está feliz com sua vida isenta de emoções. 

Culpa do luto que não larga? Lilian jurou fidelidade ao marido no leito de sua morte. 
Paralelo a isso, conhecemos Simon Thorn, homem frio e libertino, dono da maior casa de jogos de Londres. Ele está a um passo de realizar seu plano de vingança contra o culpado pelo título de assassino que recebera anos atrás. O problema é que o canalha está morto e ele terá de usar a sua viúva recatada a fim de atingir seus objetivos. 

De um lado, ela precisa manter sua honra intacta; de outro, ele quer seduzi-la e desmoralizá-la. No entanto, Lilian nunca se sentiu tão vulnerável e atraída por um homem. E Simon, por sua vez, demonstra reações ao lado dela das quais nunca imaginara ter. A vingança e a honra se abalam quando nasce entre ambos uma paixão incontrolável. Mas, para ficarem juntos, terão de enfrentar segredos e mágoas profundas, um castelo trancado há seis anos, palco de uma morte misteriosa e, sobretudo, encarar os fantasmas do passado que assombram suas consciências.


‪#‎Seriefloresdatemporada‬ ‪#‎babiasete‬ ‪#‎apromessadarosa‬ ‪#‎odespertardolirio‬ ‪#‎editoranovoseculo‬


*Fonte: Retirado do Facebook da autora:

''RESPONDENDO AS DÚVIDAS - SÉRIE Flores da temporada: 
* O Despertar do lírio é a continuação da Promessa da rosa?
- Não, apesar de ser uma série, são livros com histórias independentes. Esse e todos os outros da serie.
* Então posso ler O Despertar do Lirio sem ter lido A promessa da rosa?
- Sim. Se voce quiser começar pelo Lirio pode, só vai encontrar alguns spoilers do primeiro livro, mas você vai entender totalmente a história.
* O terceiro livro da série se chamará; Não me esqueças, ué, não era para ser um nome de flor?
- Não-me-esqueças é o nome de uma flor. E de uma bem lindinha na verdade. Uma flor que cresce em montanhas... E ela cresce na Escócia também. Então, no próximo da serie teremos um mocinho usando Kilt? .... Ai Ai Ai.''

Paula Juliana

domingo, 27 de março de 2016

[Especial Overdose Literária ] A Saga Divergente por Paula Juliana - Resenhas!

[Especial Overdose] A Saga Divergente por Paula Juliana - Resenhas!


Resenha: Divergente - Divergente - Livro 1 - Veronica Roth

Sabe quando lemos uma história e gostamos tanto que só o ato de escrever sobre ela nos dá medo? Medo de não passar para quem está lendo o quanto ela é grandiosa. O quanto te ensinou, te emocionou e te viciou. Medo de não conseguir expressar o quão grande e bonito é a sua mensagem.
É isso que sinto ao escrever sobre esse livro. Divergentes da Autora Veronica Roth. Sou uma amante das distopias, não é de hoje que essa atmosfera caótica, juntamente com sua crítica social e seus romances tão intensos me agradam. Hoje posso afirmar que um dos meus gêneros literários preferidos (se não o preferido!) é o Gênero Distópico.

"Trabalhando juntas, as cinco facções têm vivido em paz há anos, cada uma contribuindo com um diferente setor da sociedade. A Abnegação supriu nossa demanda por líderes altruístas no governo; a Franqueza providenciou líderes confiáveis e seguros no setor judiciário; a Erudição nos ofereceu professores e pesquisadores inteligentes; a Amizade no deu conselheiros e zeladores compreensivos; e a Audácia se encarrega de nossa proteção contra ameaças tanto internas quanto externas."

Divergentes é um arraso. Em meio a toda sociedade criada, ele nos leva a conhecer cinco facções: Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição. É por meio delas que a sociedade é construída, e as pessoas se relacionam. Nossa ''mocinha'' é uma Careta, uma Abnegada. Quando completam dezesseis anos, as pessoas são colocadas para fazer um teste de aptidão que vai dizer se você deve ficar na sua facção ou mudar de facção. Porém, a um pequeno detalhe... ''Facção a frente do sangue''. Se você trocar de facção, troca de vida e começa uma história nova, não tem mais família. Será que tudo isso vale a pena?

'' Em Certas Partes do mundo antigo, o gavião simboliza o sol. Quando fiz esta tatuagem, pensei que, se eu carregasse o sol comigo, não teria medo do escuro.''

Tris é a nossa valente mocinha. Ao conhece-la realmente pude ver o que é uma protagonista corajosa. Beatrice seguiu o que seu coração mandou, foi direta, egoísta e corajosa. Foi dura. Me fez chorar com ela, vezes por ela, vezes por seus atos. Entramos de cabeça no mundo dela. Sofremos em silencio. Choramos de noite e reprimimos o choro com ela; pulamos de trens e se apaixonamos com ela. Fico muito feliz de ter acompanhado essa primeira parte de sua transição.

'' -Você é minha filha. Não importo com as facções. - Ela balança a cabeça. - Veja só para onde elas nos levaram. Os seres humanos, de uma maneira geral, não conseguem se bons por muito tempo antes que o mal penetre novamente entre nós e nos envenene.
(...) - Seja corajosa, Beatrice. E amo você. ''

''Meu pai costumava dizer que, ás vezes, a melhor maneira de ajudar alguém é simplesmente ficando ao seu lado.''

A família é um ponto muito forte nessa história. Apesar da família da protagonista ser afastada dela logo de inicio, foi presente durante todo o tempo na narrativa. No começo do livro a Autora colocou uma dedicatória falando sobre a força das mães e em especial a sua e a de Tris. Fui entender o que ela se referiu durante a narrativa. A Mãe de Tris chega a ser mais forte e durona que ela. Me EMOCIONEI demais nessas partes, talvez por ter uma forte relação com minha mãe, ou talvez, pelas cenas serem tão fortes e intensas que era impossível não se envolver.

'' Mas o objetivo não é perder o medo. Isso seria impossível. Aprender a controlar seu medo  e libertar-se dele é o verdadeiro objetivo.''

'' Ninguém é perfeito - sussurro. - As coisas não funcionam assim. Quando nos livramos de uma coisa ruim, outra substitui.''  

Temos também uma referencia muito grande quanto aos medos. Nossos personagens são testados, confrontados e aterrorizados. Não para aprender a superar seus medos, e sim para aprender a controlá-los. Ser mais forte do que o que pode te derrubar.

'' -Meu instinto imediato é de pressionar você até que você ceda, só para ver o quanto terei que empurrar - diz ele, apertando os dedos ao falar a palavra ''ceda''. Meu corpo fica tenso com a aspereza da sua voz e se contrai como uma mola, fazendo com que me esqueça de respirar. ''

E agora eu TENHO que falar do mocinho. O que seria das boas histórias, sem seus bons heróis? Nada! Precisamos dos protagonistas fortes e que nos conquistam, que nos fazem suspirar e sofrer. Sem eles as histórias (as Boas histórias!) não seriam nada! 
Aqui temos Quatro. Sim Quatro é o apelido do nosso grande herói! Seu nome e o motivo do apelido descobrimos no final (tenho que falar que eu matei a história antes de aparecer!! Palmas para mim!!!).

Beatrice pode achar que não; mais eu achei Quatro ''doce, gentil ou especialmente bondoso'';''esperto e corajoso'' e Forte. Não foi amor a primeira vista nem nada. Só reparei que estava lá no sofá suspirando por ele perto da página 300 e aí já era. Não só pelas cenas bonitinhas, mas pelo apoio e proteção que ele oferece a ela, mesmo ela sendo durona como é. Quatro é um belo personagens. Amei ele!

'' -Você esta Bonita Tris.
Suas palavras me surpreendem, e meu coração salta de repente.'' 

'' Que quer que seja eu gosto dele. Agora é mais fácil admitir isso a mim mesma, no escuro, depois de tudo que aconteceu. Ele não é doce, gentil ou especialmente bondoso. Mas é esperto e corajoso e, embora tenha me salvado, tratou-me como uma pessoa forte.''

Espero ter passado um pouco de como Divergente é uma obra Maravilhosa. Todas as lições da história, os medos que somos capazes de aprender a superar antes que nos superem. O amor incondicional de uma família, a relação entre pais e irmãos, que sociedade nenhuma no mundo é capaz de destruir, e a força de caráter e luta em meio a uma sociedade em ruínas.
Divergente é nota 1.000!

''Havia fogo na lareira e paz no meu coração...tudo era tranquilo.
Eu nunca havia sido carregada nas costas por um garoto enorme, ou gargalhado tanto na mesa de jantar que minha barriga doesse, ou escutado o tumulto de centenas de pessoas falando ao mesmo tempo. A paz é contida; isso aqui é liberdade.''


Resenha:Insurgente - Divergente - Livro 2 - Veronica Roth

'' O mundo não funciona assim, Beatrice. O mal depende do ponto de vista de quem o vê.'' 

O mundo é feito de escolhas e escolhas definem o que somos. Uma escolha que pode mudar sua vida, que pode se tornar um sacrifício. Salvar ou destruir vidas. É Nessa eletrizante atmosfera que vêm com tudo, o livro, Insurgente da Autora Veronica Roth.

'' ... Como seria bom se a vida funcionasse assim, livrando-nos da nossa sujeita e nos devolvendo, limpos, para o mundo. Mas certas sujeiras parecem destinadas a durar.''

Quem vêm acompanhado meu blog, pode conferir minha resenha de Divergente (aqui!), e ver o quanto essa história me dominou, me emocionou e me conquistou. Não deu outra, semanas depois eu trouxe para vocês Insurgente. E eu pensei que não tinha como gostar mais desse livro do que tinha gostado do primeiro. Insurgente é mais intenso, mais caótico, mais tudo! É 2.000 Volts de adrenalina.

'' No futuro, quando a minha memória começar a falhar, o que terei para me lembrar de como eles eram? Seus rostos vão mudar na minha memória. Nunca mais vou vê-los novamente. '' 

Começamos Insurgente do mesmo ponto que terminou Divergente. Não vou fazer um resumo, pois não quero entregar spoilers do final do primeiro livro. Quero que vocês descubram e sintam algo parecido com o que senti. 
O que posso comentar é que nesse segundo livro a coisa está realmente feia. Conhecemos mais sobre facções como: Amizade, Franqueza e os sem Facções. Em Divergente conhecemos a fundo a Abnegação, a Audácia e a Erudição. Agora temos uma visão bem ampla de toda a sociedade, de como funciona, seus pontos positivos e negativos.

'' ''Deixe que a culpa lhe ensine como agir da próxima vez'', diria meu pai.
'' Eu te amo. Independente de qualquer coisa'', diria minha mãe.
Parte de mim gostaria de apagá-los da minha mente, para que eu nunca precisasse sofrer por eles. Mas outra parte teme o que me tornaria sem eles.''

Tris começa a trama colhendo o que plantou. Seus atos e suas escolhas da ação final de Divergente. Tris entra em uma grande guerra consigo mesma. Coisas que acontecem e que requerem que se perdoe, mas a culpa e a solidão vão atormentando a menina. Ela faz coisas muito impensadas em Insurgente. Quase me matou do coração várias vezes. Muitas vezes tive vontade de entrar na história só para dar uma sacudida na mocinha ou bater com a cabeça dura dela na parede! (risos!!) Tris é forte e fiel a suas escolhas e pensamentos. Muitas vezes esqueceu de si mesma e não deu importância a sua própria vida. Até chegar a um ponto tão fundo que ela acordou e gritou: Não! Eu Quero viver!

'' Envolvo sua cintura com um braço e respiro fundo contra seu ombro. Ele cheira a suor, ar puro e menta. (...) Ele também cheira a segurança, como uma caminhada por um pomar ensolarado ou um café da manha silencioso no refeitório.''

Como no primeiro livro sua família continuou tendo um grande peso na narrativa. Sofri com eles e por eles. Sofri também pelo nosso mocinho, Quatro. E sinceramente não sei como ele não desistiu da Tris. Ele é guerreiro. Mesmo quando ela mesmo sendo tão forte desistiu de si mesma, ele estava lá por ela. Mesmo ela escondendo, tramando e mentindo. Gente! Eu amo a Tris, tá!! Tris tinha um propósito. Estava em busca da verdade. E ela estava certa, mesmo escolhendo caminhos não tão aconselháveis, ela foi a única lutando pelo certo. Pelo que ia mudar tudo.

''Às vezes - diz ele, deslizando os braços ao redor do meus ombros -, as pessoas só querem ser felizes, mesmo que seja de uma maneira irreal.'' 

Mas foi um sofrimento para mim ver o relacionamento de Tris e Quatro ir de um super romance a um certo distanciamento por conta dos segredos (de ambos!) . Horas que eu queria gritar: '' Vocês estão percebendo o que está acontecendo?? Consertem isso!!''. Mas Quatro em momento nenhum me decepcionou. Muito pelo contraio. Nem Tris. Tris me fez se contorcer no sofá, na cama e no ônibus. A todo o lugar que eu ia lendo essa obra estava eu lá absorvida pela história, nos braços fortes de Quatros e na mente Divergente e perceptiva de Beatrice.

'' Mas Quatro Chama. Ele entrega o seu orgulho em sua postura, e na maneira como seus olhos apoderam-se de tudo que veem. Isso não é um traço  da Amizade. Só pode ser da Audácia.''

'' - Você passou aquele tempo todo insistindo que era egoísta demais para eles, e agora que sua vida está em jogo, você resolve agir como uma heroína? Qual o seu problema? ''

Houve um momento da história que quase morri do coração. Nesse momento pensei: '' Nossa a Autora poderia ter feito uns três livros se tivesse dividido esse''. Porque, Pessoal! São tantos clímax na história que não temos nem tempo de respirar. Muito bom. Não tenho como escrever elogios suficientes para esses livros. Só posso aconselhar que quem não leu ainda, leia.

''Ele ainda acredita que sou forte o bastante. Forte  o  bastante para não precisar de sua compaixão. Eu costumava achar que ele tinha razão, mas agora não tenho tanta certeza.''

'' Estou quase com medo dele. Não sei o que dizer quando vejo seu lado desequilibrado, e ele está presente agora, borbulhando sob a superfície das suas ações, como ás vezes acontece com meu lado cruel. Ambos travamos uma guerra dentro de nós. Às vezes, isso nos mantém vivos. Outras vezes, ameaça nos destruir.'' 

Insurgente é outro nível. É integrante, intenso, nos faz chorar, rir e se desesperar. Ansiamos encontrar a tão falada verdade que Tris tanto procura.  O final é espetacular, é do tipo que você pergunta: '' Para Tudo! O quê?!''  e '' Não pode terminar assim!!" e, '' O que faço agora? Preciso do Final!!''.

'' Acho que choramos para  libertar nosso lado animal, sem perder a humanidade. Porque, dentro de mim, há uma fera que rosna, ruge e luta por liberdade, por Quatro e, acima de tudo, pela vida.

Tris me ensinou muitas coisas nessa obra. Foi um prazer conhecer mais a fundo Quatro e foi terrivelmente bom ir acompanhado a atmosfera da história e ir seguindo em frente, e pensar que as coisas iam realmente ficar feias. Foi divertido e intenso mesmo em meio a uma sociedade tão caótica presenciar um fio de esperança. Um fio de esperança na humanidade.

'' Descobri que as pessoas são compostas por camadas e mais camadas de segredos. Você pode achar que as conhece, que as entende, mas seus motivos estão sempre ocultos, enterrados em seus próprios corações. Você nunca os conhecerá de verdade, mas ás vezes decide confiar nelas.''  

Fora ser uma história maravilhosa, Insurgente tem uma crítica social muito grande. Não só para a sociedade como um todo, como também para com as pessoas e seus atos. Corrupção, egoísmo, altruísmo. Até onde você iria pelo próximo? Até onde você vai pelas pessoas que ama? Como conseguir superar os seus próprios erros? Como lidar com sua identidade, com seus sentimentos e sua origem? Leiam e descubram!
Insurgente é mais que cinco estrelas!

''Talvez seja porque é a verdade, e, se há uma noite para ser honesta, a noite é esta. Esta noite serei honesta, altruísta e corajosa. Serei Divergente.''


Especial de despedida Saga Divergente!
Livro:Convergente - Divergente - Livro 3 - Veronica Roth

Eu escolhi por não fazer resenha desse livro, só um comentário, acredito que não tenho uma capacidade psicológica para resenhar ele no momento, nesse mês é o segundo livro que sinto que fui atropelada durante a leitura, (O primeiro foi Princesa mecânica - que acabou comigo de uma forma diferente!). Convergente é um livro INCRÍVEL, um final, que... Nossa! são muitas emoções. Mas terminei ele muito triste. CHOREI nas últimas cinquenta páginas, e fiquei esperando aquela trollagem! Sabem!? Quando os Autores brincam com a gente, fazem todos sofrer e de repente saem falando: ''Calma! Brincadeirinha!!! Seu tolo!''. Mas essa parte não veio, e continuei lendo e não veio, fui me desesperando e sentindo tudo que estava sendo narrado. Bem... O que posso dizer é que terminei o livro aos prantos e não acreditei naquele fim. No mínimo a Autora foi incrivelmente ousada ( Audaciosa!) e mandou um recado para todos e qualquer um: '' Oi! Eu sei que vocês me amam, mas o livro é meu e eu termino a minha história do modo que eu quero! Sofram!''
Foi o que senti!

Vão me perguntar: Paula você gostou do livro? Sim! O livro é tão bom quanto toda a trilogia, sabe mexer conosco e tem uma crítica política e social maravilhosa. Uma série que vou indicar e amar para sempre, acredito! Mas eu não estava preparada para ler ele agora. Nada podia ter me preparado para aquele fim! Espero que leiam e tirem suas próprias conclusões e angustias!

A saga Divergente terminou e acabou com meu coração! Mas não deixaria de ler! Nunca! Valeu cada linha lida! s2


Resenha: Quatro - Histórias da série Divergente - Veronica Roth

''Quero carregar algo que me lembre de que, embora as feridas cicatrizem, elas não somem pra sempre. Eu as carrego para todo lugar a que vou, sempre, e é assim que as coisas são, assim que as cicatrizes são.''

Força! Em determinados momentos de nossas vidas somos levados a caminhos que nos fazem sentir fracos e indefesos, e são nessas horas que somos obrigados a procurar a força que existe dentro de nós! Quatro esse personagem tão importante na minha vida literária mostra muito disso! Lá no começo quando comecei a ler a série Divergente da autora Veronica Roth, me peguei pensando no que exatamente se passava na cabeça de Quatro, o que existia por baixo naquela faxada durona, daquele jeitão fodão?! O que Quatro esconde por traz dos seus medos? 

Foi nesse livro, que veio com um super gostinho de presente de natal, que a autora respondeu muitas das minhas perguntas. Na Obra Quatro - Histórias da série Divergente - Veronica Roth conta muito mais sobre a vida, passado, pensamentos desse personagem!  
Na obra contém A Transferência, A Iniciação, O Filho, O Traidor e três cenas exclusivas de Divergente!  

''É você quem precisará conviver com sua escolha - diz ela. - Os outros vão superar, seguir em frente, não importa a sua decisão. Mas você nunca conseguirá fazer isso.''

Divergente é uma das minhas distopias preferidas, surtei durante a leitura dos três livros, o final de Convergente me causou tantas emoções e sensações que na época até falei que não leria mais nada da autora e aquela coisa toda, quando acabamos sofrendo e se apegando demais a uma determinada história! Tempo vai, tempo vêm e quando saiu esse livro Quatro, acabei comprando e logo no começo da leitura se senti arrebatada!   

''Tenho dificuldade em respirar, mas não devido as minhas pernas que ardem; é por causa do meu coração fraco, que se fortalece a cada segundo.''

Sério! Não importa que ele seja um livro fininho, não importa que já conhecemos mais ou menos a história, sabemos quem é o personagem, quando comecei a ler, pirei, larguei tudo, entrei de cabeça na história, sofri com cada gesto, cada aflição do menino Quatro, cada vez que ele se sentiu fraco, aberto e indefeso, como quis matar aquele pai. Isso é, se podemos mesmo chamar Marcos de pai?!? A obra conta sobre a vida de Quatro, desde antes de entrar na Audácia, conta sobre sua mãe, sobre os maus tratos em casa, conta sobre o teste de aptidão, conta sobre a virada de vida que nosso protagonista dá quando entra na facção, iniciação, amigos, como foi difícil Quatro conseguir interagir com as pessoas, conta sobre seu instrutor Amah, conta sobre como surgiu o conflito e competição entre ele e Eric, enfim, mergulhamos na cabeça de Quatro! Sentimos, sofremos, entendemos e descobrimos muitas coisas!    

''Medo de que possa haver algum tipo de violência oculta dentro de mim, forjada pelo meu pai e pelos anos de silencio aos quais minha facção me submeteu.''

Foi um livro indispensável e muito especial, uma leitura muito prazerosa e incrivelmente empolgante! Amei ler e descobrir tanto mais sobre a história como um todo! Tudo se encaixou! Me peguei pensando em como nunca vou me cansar desse enredo e desses personagens, a autora apesar dos pesares é muito inteligente, ela é muito feliz na forma que consegue passar a história, a forma que monta os pensamentos, os parágrafos, meu livro ficou todo marcadinho, cada trechinho que para mim é um tesouro!   

''Por um instante , sinto que ele está me mostrando um lado secreto de si, cuidadosamente escondido sob camadas de charme, humor e bravata da audácia, e isso me assusta, porque esse lado secreto é duro, frio e triste.''

Quatro foi um mocinho que me conquistou aos poucos, logo de inicio não vi nada de demais nele, e em determinado ponto da história me peguei suspirando, e pronto ele era indispensável para mim! A Saga Divergente não seria completa sem Quatro, sem a história dele, sem sua lição, sem sua força, um menino que de invisível, se fez lutar e conseguiu seu próprio espaço, mas não perdeu sua essência e nem seus ideias no caminho!
Quatro é forte, altruísta, corajoso, inteligente e leal! E no fim foi tudo que importou!        

''É estranho ocupar tanto espaço apenas existindo, quando eu costumava desaparecer com tanta facilidade. Isso me faz sentir um pouquinho mais forte, um pouquinho mais estável.''


Paula Juliana

sábado, 26 de março de 2016

[News Overdose] PRÉ-VENDA - @qualiseditora.com - QUENTE EM SEU RASTRO - da autora Sable Hunter - Série: HELL YEAH

[News Overdose] PRÉ-VENDA - @qualiseditora.com - QUENTE EM SEU RASTRO - da autora Sable Hunter - Série: HELL YEAH


Sinopse:
O que Jacob McCoy mais deseja é uma esposa e uma família, quando um milagre acontece. Uma jovem aparece em sua porta: sem-teto, em perigo e esperando um filho - o filho de Jacob.
A relação deles é complicada pelo fato de que: 
A ─ eles nunca se encontraram antes e 
B ─ ela é virgem. 
Jessie está determinada a não ser um fardo para a família McCoy. Na medida em que está interessada em ficar, ela está só de passagem. Jacob tem uma opinião diferente, ele quer Jessie em sua vida, em sua cama e em seu coração. Um romance doce e picante com outro irmão McCoy.

Paula Juliana

[News Overdose] PRÉ-VENDA - @qualiseditora.com - DESPEDIDA DE SOLTEIRA da autora Mila Wander

[News Overdose] PRÉ-VENDA - @qualiseditora.com - DESPEDIDA DE SOLTEIRA da autora Mila Wander


Sinopse: 
Amande estava com todos os preparativos para o seu casamento prontos, desde a lista de convidados até o vestido! A cerimônia fora minuciosamente pensada, e a noiva estava com tudo sob controle. Ou melhor, quase tudo… 

Sequer havia cogitado uma despedida de solteira! Mas, guiada pelas suas amigas – e madrinhas -, Amande descobrirá que nem tudo acontece como o planejado. 
Muitas surpresas, emoções e leite condensado a aguardam!

Paula Juliana

sexta-feira, 25 de março de 2016

[Lançamento + Resenha] Tudo e todas as coisas - Ela queria apenas tocar o mundo - Nicola Yoon @Novo Conceito

[Lançamento + Resenha] Tudo e todas as coisas - Ela queria apenas tocar o mundo - Nicola Yoon @Novo Conceito


Classificação: 5/5 ♥ Favorito 
Editora: Novo Conceito

Sinopse: Tudo e todas as coisas - Ela queria apenas tocar o mundo - Nicola Yoon
"Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa nunca sai em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostuma com minha vida até o dia que ele chegou. 

Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. 
Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre."

Nicola Yoon Biografia:
Nicola Yoon nasceu na Jamaica e cresceu no Brooklin. Atualmente, mora em Los Angeles com o marido e a filha. Adora caraoquês e é do tipo romântica incurável, pois acredita no amor real e verdadeiro. Tudo e Todas as Coisas é seu primeiro romance.

''Princesa Madeline e o castelo de vidro.''
''Sou alérgica ao mundo.''

''A vida é difícil, querida. Todo mundo encontra um caminho.''

Era uma vez uma garota. 
Era uma vez uma garota que queria Tudo e todas as coisas.
Mas ela não podia ter nada, ou quase nada que fosse essencialmente real! 
Era uma vez uma garota que tinha alergia ao mundo.
Que sonhava em conhecer o mundo.
Que queria ver o oceano. 
Era uma vez uma menina que nunca viu o mar...
Que tudo que conhecia era virtual, ou pelos seus filmes e seus incansáveis livros! 
Uma garota que descobriu o mundo lendo. 

''Sonhei que fugi de casa levando o garoto que amo comigo. Sonhei que vi o oceano, que ele era infinito e que eu não conseguia encontrar o seu fim. Sonhei que eu pegava no sono em um quarto inquieto com o garoto que eu amo e sonhei que fugi de casa levando o garoto que eu amo comigo. Sonhei que vi o oceano que ele era infinito e que eu não conseguia encontrar o seu fim. Sonhei que eu pegava no sono em um quarto inquieto com o garoto que me ama e sonhei com a vida que já estava vivendo.'' 

Vou ter a honra de contar um pouquinho da história de Madeline nessa resenha, Tudo e todas as coisas da autora Nicola Yoon foi um livro LINDO que tive o prazer de ler, vai ser lançando agora em novembro pela Novo Conceito e em parceria com a editora recebi a prova que me proporcionou horas seguidas e prazerosas de puro amor.

''O amor torna as pessoas loucas.''

O comecei a ler no fim dessa tarde e quando vi já tinha terminado de devorar essa obra. Madeline tem uma doença, IDCG, ''doença da criança na bolha'', não pode ter contato com o mundo exterior, tudo que Maddy conhece é sua casa, seu AR, as únicas pessoas que tem contato são sua mãe e médica, sua enfermeira e seu tutor, esse online, isso só muda após a chegada dos novos vizinhos. 

''Olly: muito misterioso. você é um fantasma? foi o que eu pensei no dia em que nos mudamos e vi você na janela. e seria mesmo o maior azar a menina bonita da casa ao lado na verdade não estar viva.''

Maddy fica intrigada com a nova família que chega para morar na casa ao lado. Uma mãe, um pai, a filha e finalmente... o filho. Ela simplesmente fica encanta com esse menino que parece um anjo negro da morte sempre usando negro. 

''Olly: meu deus do céu. será que existe alguma menina nesse planeta que não ama o sr. darcy?
Madeline: Todas as meninas amam o mr. Darcy?
Olly: você está brincando? até a minha irmã ama o darcy e olha que ela não ama ninguém.''

Olly, ou Oliver é um garoto gentil. Realmente um anjo na vida de Maddy, é pela janela que começam a se comunicar, é pelo internet que começam a se apaixonar e é com o contato que Olly mostra um mundo novo e infinito para esse menina cheia de primeiras vezes.

''A maioria das pessoas são boas com o corpo ou com a mente, não com ambas.''

É uma história comovente, os personagens são ótimos, não é triste, ou pesado, ou depressivo, a autora escreve de uma forma tão gostosa, tão cheia de significados, com um humor tão adorável, que é impossível não se apaixonar. E finalmente tem O ROMANCE, que é uma fofura, é muito bonito, é de uma forma tão gradual, tão lenta e firme, que você deseja que ele aconteça, que você admira a postura dos dois, Olly e Mandy tão maduros para jovens de dezoito anos e com tanta bagagem.  

''Na verdade, o meu não está nada vazio, mas não posso dizer ao Olly o quanto os olhos dele são bonitos. Eles têm a cor do Oceano Atlântico, exatamente como ele dissera. É estranho porque é claro que eu já sabia disso. Mas a diferença entre saber e ver pessoalmente é a diferença entre sonhar que está voando e voar de verdade.''

Amo qualquer forma de literatura, mas tem algumas obra que merecem esse LITERATURA em letras maiúsculas, não é só uma história, não é só um monte de palavras, é o significado, é a sutileza, é a beleza na forma da escrita, é você ler e pensar em como isso é bonito, como é poético, profundo, real em um mundo ficcional.   

''- Não houve nenhum toque - Olly confirma, seus olhos ainda fixos em meu rosto. Algo em seu tom de voz me deixa corada de vergonha e uma onda de calor atravessa devagar a minha cara e meu peito.
Combustão espontânea é uma coisa totalmente possível. Tenho certeza disso.''

Marquei tantos trechos ao longo da leitura que essa resenha em especial vêm lotada de quotes. O livro mesmo sendo uma prova mostra um capricho, com todas as suas ilustrações, traços, cartas, e-mais e peculiaridades.  

''Carla tira a minha temperatura, a minha pressão e mede o intervalo dos meus batimentos cardíacos antes de declarar que eu estou simplesmente apaixonada.''

Madeline e Olly!
Para ela a explicação da vida, da existência, do coração estava em seus livros, para ele tudo era uma formula, uma equação matemática.
Ambos viviam em gaiolas invisíveis presos cada um pelos seus próprios motivos. 
Olly lutando contra um pai abusivo. Maddy lutando contra uma doença abusiva.  
Ambos descobrindo o amor e seus próprios limites.

''Posso ver o início e o fim dos tempos. Dali, posso ver o infinito.''
''... a vontade só leva a mais vontade. Não há limites para o desejo.''

Tudo e todas as coisas despertou várias emoções em mim como leitora, é um livro fofo, muito bonito, muito poético, com várias metáforas, faz viajar, fazer associações, é inspirador de muitas formas, é apaixonante. Realmente não consegui largar a obra, dizer que li é uma tacada só é a pura verdade, não queria desgrudar de uma história tão gostosa, espero que TODOS conheçam a história da menina que tinha alergia do mundo e o menino que roubou meu coração!   

'' - Todo munda acha que é especial - ele continua. - Todo mundo é tão único quanto um floco de neve, não é? Somos todos únicos e complicados. Talvez a gente nunca conheça o coração humano, não é o que dizem por aí? ''

Mais Quotes PREFERIDOS:

''- Então você precisou de um monte de teorias matemáticas para se dar conta de que as pessoas são imprevisíveis? 
 - Você já tinha descoberto isso, não é?
 - Livros, Olly! Eu aprendi isso nos livros.'' 

'' - Por que eu sinto como se conhecesse você desde sempre?
Eu não sei, mas também sinto o mesmo. Ele para de se mover, chegando à conclusão de que precisa.
Ele diz que nosso mundo pode mudar em um único momento. 
Ele diz que ninguém é inocente, a não ser talvez você, Madeline Whittier.
Ele diz que o pai dele não foi sempre desse jeito.''

'' ÀS VEZES O MUNDO SE revela para você.''  

'' Devo ser cuidadosa porque, se eu me tornar parte deste mundo, ele também fará parte de mim? ''

''Madeline: Eu queria tudo, Olly. Queria você e o mundo inteiro. Eu queria todas as coisas.''

Paula Juliana

Resenha: Condado Macabro - Marcos DeBrito

Resenha: Condado Macabro - Marcos DeBrito
Classificação: 5/5
Editora: Simonsen

Sinopse: Condado Macabro - Marcos DeBrito
Você já viu esse filme: cinco amigos, transbordantes de hormônios, resolvem alugar um casarão nomeio de uma floresta, mas não contam com a possibilidade de serem assassinados por psicopatas mascarados.
O que você não viu, foi este aqui: trocadilhos à brasileira, um chapéu de cangaceiro, música brega aos montes, poeira, calor, frustração sexual e reviravoltas, ah, muitas reviravoltas.

''O abrutalhado ignorou o pedido arrogante. Para ele, não havia um rosto por trás da máscara. Jonas se enxergava como a imagem grotesca da quimera que se travestia. Para abandonar a cabeça apodrentada que lhe escondia a face, teria que cobri-la com outra pele igualmente horrenda.''

Uma resenha de Sexta-feira Santa macabra!
Alguns estilos são eternos e acabam sempre funcionando, o terror/horror para mim é um deles, lendo Condado Macabro me vi em um filme de assassinatos em série, um macabro filme de terror, claro que o livro é realmente baseado em uma produção de cinema do autor/cineasta Marcos DeBrito, ao qual não assisti ainda, porém lendo, consegui visualizar cena por cena, acredito que de uma forma até mais clara do que se estivesse realmente assistindo, porque é realmente assustadoramente real as descrições de cenas do autor!

Como uma fã de Marcos DeBrito desde que li seu livro À Sombra da Lua que é um sobrenatural de horror incrível,  sempre o indico para os fascinados por histórias sombrias e marcantes, lendo Condado Macabro fui novamente surpreendida pela história e pelo modo que o autor brinca com todos os clichês de filmes do estilo possíveis.

Encontramos desde os personagens característicos, como: o babaca tarado, a loira e a morena gostosas, o menino inteligente e tímido, a gordinha sempre deixada de lado pela turma, misturado com o velho terror usando os palhaços, que além de ter sido uma marcante na história fez com que me surpreendesse como leitora, realmente esperava que os palhaços tivessem um papel diretamente de assassinos, o que não aconteceu. 
Os assassinos, os palhaços, os cinco jovens saindo de férias, indo curtir o final de semana em uma casa no meio do nada, só poderia dar em uma incrível receita de tragedia.     

'' Bola 8 não era dos mais astuciosos no campo intelecto, mas compensava sua deficiência com a lealdade, além de ser dotado de uma ingenuidade rara. Por mais que cometesse pequenos delitos terminar a vida com a barriga aberta juntando moscas não era um fim que merecia.''

A história consegue ser engraçada, algumas vezes sem noção graças ao personagem Beto, vai pelo caminho censurado para maiores de 18 anos, tanto pelas tiradas se referindo a sexo, quanto pelas cenas de horror envolvendo sangue e descrições nojentas. É como se fosse um grande compilado dos filmes do gênero, o final foi surpreendente, assim como toda a evolução da história desde a apresentação dos personagens, passando pelo humor, sacanagem, a parte dos palhaços ''tristes'', todo o interrogatório - que tem uma pegada incrível de True Detective, fatos FALSOS sendo narrados pelos personagens, enquanto é nos mostrado o que aconteceu de verdade na história, os cortes de cenas, a narração que mostrava todos os ângulos mesmo não aprofundando nos personagens e sim nos fatos. E a parte final que é um clichê bárbaro de carnificina, chegando a surpresa final, a grande reviravolta do enredo.

O que senti que deixou a desejar: não houve aprofundamento nos personagens, o que teria deixado muito mais sofrida a perda quando começasse a matança, e o aprofundamento da história dos assassinos, o porque de aquilo tudo ter sido criado, como eram aquelas pessoas desde o inicio, o que levou ao estilo de vida que levavam.

As sensações ao decorrer da leitura foram as mais variadas, desde o riso, graça, ''o não acredito nisso'', o nojo. A narrativa e a forma de escrita do autor continuam impecáveis, adoro o estilo de escrita, gosto dessa pegada sem pudores, sem medo de escrever até as coisas mais asquerosas, adoro a coragem a as descrições.

Indico com toda a certeza a obra Condado Macabro, é fininha, li em um dia, é como se tivesse realmente assistindo um filme, tem reviravoltas e surpresas, tem o brincar com a escrita e com as receitas já prontas, é uma obra para se divertir e se desmembrar - um condado sangrento e macabro que vai além de tripas e sustos! Recomendadíssimo!       

''O gancho de metal aberto ainda balançava no fecho quando a imagem funesta da sádica mascarada, escorando no ombro sua espingarda carregada, deu o primeiro passo no gramado do jardim. Seu olhar vidrado sob o rosto plastificado de uma boneca infernal era como a de um canibal faminto seduzido pelo desejo de carnificina.''

Paula Juliana 

quinta-feira, 24 de março de 2016

[News Overdose] Lançamento mais esperado do ano... NÃO FUJA! (Trilogia Não Pare! Livro 3) - autora FML Pepper! #Valentina

[News Overdose] Lançamento mais esperado do ano... NÃO FUJA! (Trilogia Não Pare! Livro 3) - autora FML Pepper! #Valentina


Se a morte não é o fim, o que virá depois?

Ciente do tempo que se esgota e em meio à sangrenta batalha que se desenvolve em seu coração, Nina parte em busca de suas verdades.
Mas... que direção tomar quando o caminho é sem volta?

Disposta a lutar pelas respostas que a consumiram durante toda a vida, ela resgatará a força que guarda dentro de si para enfrentar seus fantasmas.
E vivenciar o amor em seu mais puro estado.
Presa em uma teia de traições, lendas e sofrimento, Nina descobrirá, para sua grande surpresa, que o poder transformador que penderá a balança para o bem ou para o mal sempre esteve perigosamente ao seu lado.

Sobre a tênue linha que separa a vida da morte.
Sua sobrevivência representará o extermínio, mas como aceitar a morte agora que se sente 
viva pela primeira vez na vida?

Richard.
VIDA. MORTE.
DOIS UNIVERSOS TÃO DISTINTOS E INTIMAMENTE LIGADOS.
O QUE HÁ ENTRE ELAS? ANTES E DEPOIS?
COMO NÃO SUCUMBIR AO DESEJO QUE LHE DRENA A VIDA?
COMO ACEITAR QUE EXISTE MORTE EM VIDA E VIDA NA MORTE?
A BÚSSOLA DA EXISTÊNCIA GIRA E APONTA:
O MEDO É UMA OPÇÃO;
A VIDA, UMA BATALHA;
A MORTE, UMA BÊNÇÃO.


Workaholic assumida, FML Pepper viu o mundo virar de cabeça para baixo quando descobriu que estava grávida, mas que seria uma gravidez de risco e que teria que ficar de repouso durante os nove meses. Após um mês deitada – e a um passo da depressão – , seu marido a presenteou com um romance YA. Desde aquele dia, devorou quantidades absurdas de todo tipo de ficção para jovens e, para nunca mais se afastar dos personagens fantásticos que amava e surgiam em sua mente, decidiu escrever. 

Costuma dizer que, ao fim da gestação, deu à luz dois filhos: um lindo menininho e a paixão pela literatura jovem.

Ainda se beliscando para acreditar que se tornou best-seller da Amazon da noite para o dia e regada a muito café e rock’n’roll, divide seu tempo entre o consultório e a carreira literária, junto ao melhor marido das galáxias, seu pequeno príncipe, suas duas chihuahuas lindas e 
orelhudas, e seus personagens fantásticos e emocionantes. E sonha, feliz da vida, em levar sua trilogia fantástica para o mundo todo.

Paula Juliana