quinta-feira, 6 de julho de 2017

''Mas, enfim, enfim eu havia aprendido a me libertar.'' #WarnerÉmeu #Éamordemais #MafiEscreveMaisUmLivro #WarnerILoveYou

''Mas, enfim, enfim eu havia aprendido a me libertar.'' #WarnerÉmeu #Éamordemais #MafiEscreveMaisUmLivro #WarnerILoveYou


O ministério da Saúde adverte... esse livro pode conter altas doses de LOUCURA e EMOÇÃO, - Cuidado com o Coração! Você poderá sofrer de surtos e ataques... momentos estéricos, sorrisos bobos, suspiros além da conta, risadinhas, choros, lacrimejar de olhos! Por favor! NÃO USE COM MODERAÇÃO! 
Use e abuse! Se incendeie! 

''Por muitos anos, vivi em constante terror comigo mesma. A dúvida tinha se casado com o medo e se mudado para a minha mente, onde construiu castelos e governou reinos e mandou em mim, subjugando minha vontade a seus sussurros até eu ser pouco mais que um peão obediente, muito aterrorizada para desobedecer, muito aterrorizada para discordar. 
Eu tinha sido algemada, uma prisioneira em minha própria mente.
Mas, enfim, enfim eu havia aprendido a me libertar.''

O livro Incendeia-me da autora Tahereh Mafi, é um grande queridinho e favorito na minha estante, esse mês eu fiz a releitura dele para trazer as minhas impressões aqui no blog. A primeira vez que li, não consegui passar para o papel tudo que tinha sentido a lê-lo, precisei reler e respirar para vim aqui conversar com vocês! 

Primeiro não vou fazer nenhuma sinopse da história, porque ele é um terceiro livro, para explicar eu teria que resumir um pouco dos primeiros volumes e não quero deixar passar nada que não deveria aqui! Quero que leiam e como eu tenham todo o PRAZER e toda a surpresa com essa história maravilhosa!
Então... levem essa resenha como um desabafo e um adeus meu para essa trilogia que foi a melhor distopia paranormal que já li! 

Simplesmente PERFEITO! O que senti ao terminar essa obra foi que autora, entrou na minha cabeça e realizou todos os meus desejos, eu sinto como se esse livro tivesse sido escrito diretamente para mim.

No enredo geral da série! A história conta sobre Juliette, uma menina que foi internada em um hospício e esquecida lá por quase 300 dias. Ela não era uma pessoa normal, ela tinha dons diferentes, ''poderes'' que machucavam todos que a tocassem. Ela poderia matar com um só toque! 
Juliette estava ESTILHAÇADA por dentro! Até que ela foi resgatada por Adam, um soldado, mandado ao seu encontro por Warner o chefe do setor 45, do O Restabelecimento. Warner queria uma arma, e Juliette era a arma perfeita! 

Começamos a história com esse cenário inicial, e como as coisas mudaram ao longo dos livros!
Como se apaixonamos por Juliette, como entendemos o seu medo, como vimos ela crescer, se descobrir, mudar e lutar! Se Libertar! 
Foi um dos caminhos mais bonitos que já vi uma personagem passar!

Juliette nesse terceiro livro, me surpreendeu. Me fez ama-la como nunca, apoiar seus caminhos, suas decepções, entender tudo que ela havia passado e como tudo se fecha para esse caminho final! 

Nossos protagonistas masculinos: Warner e Adam!

Essa série dividiu corações ao longo de todos os três livros! 
Eu em especial, entreguei meu coração - não é segredo para ninguém - para o nosso Warner! Agora você pode dizer: Lá vêm a Paula e seus vilões! 

Sim! O Warner foi um líder linha dura, fez muita coisa que não era considerada correta... torturou, mentiu, matou! 
Desde o principio, eu vi algo mais nesse personagem, não tinha como não ver que ele tinha uma profundidade escondida. Ele tinha muito para me mostrar e me contar! E eu apostei toda a minha torcida para ele. Sempre! Meu personagem preferido. O mais carismático, o mais charmoso, o com a personalidade mais misteriosa e contraditória! Sempre ele!

Adam! Eu gosto do Adam! Juro! Gosto mesmo! No comecinho antes de Warner aparecer pra valer, eu torci para ele ficar com Juliette! A coisa mudou por causa da minha paixão por Warner, mais nunca deixei de gostar de Adam, mesmo quando xinguei ele de chato/insuportável no segundo livro, sempre admirei o amor dele, pelo irmãozinho fofo, James, tudo que ele passou, tudo que ele sacrificou para dar o melhor para James, me fez gostar muito dele. Só acredito que ele sempre teve outras prioridades. 

Personagens secundários! Entre todos os secundários o meu queridinho foi Kenji, o melhor amigo de Juliette! Não tinha como não dar belas gargalhadas com as tiradas desse personagem, e meu coração ficou na mão com ele ao longo do terceiro livro! Ele mostra que as vezes as pessoas sorriem e mantém o auto-astral, pelos outros ao seu redor, para minimizar a dor do outro, que enquanto está sorrindo, algumas vezes está partido por dentro! Kenji, me fez rir e me emocionou, me mostrou como a amizade pode ser bonita! 

Comentando a parte distópica da obra, tenho que dizer que as cenas de ação foram muito fodas, o livro todo segue um grande caminho, a gente sabe que está chegando, o mundo está se deteriorando, o O Restabelecimento - que é a grande potencia politica de liderança é guiado por um crápula, um homem horrível, sem escrupuloso e caráter. 
O grande objetivo é derrubar o Restabelecimento e matar o líder! 
E é de tirar o fôlego! 

Bem... é isso! Só espero de coração que leiam essa série, ela merece ser lida! Eu vivi intensamente essa leitura! Me apaixonei loucamente pelos personagens, chorei, pulei, sorri, xinguei, devorei o livro pela segunda vez em menos de 24 horas! Meu peito aperta tanto de carinho ao falar dessa obra, que só desejo que todos descubram e sintam a emoção que senti lendo! 
Incendeia-me terminou com gostinho de quero mais, Mafi - nossa autora incrível, escreve tão bem, que é uma loucura como parece que ela está descrevendo sentimentos que são nossos, como ela sabe tocar o leitor na maneira certa, com a frase certa, a descrição certa, a palavra certa!
Sem palavras para descrever meu amor por esse último livro! 


#WarnerÉmeu #Éamordemais #MafiEscreveMaisUmLivro #WarnerILoveYou

Editora Novo Conceito
Paula Juliana

Nenhum comentário:

Postar um comentário