quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Resenha: Sete Cabeças - Bruno Godoi

Resenha: Sete Cabeças - Bruno Godoi
Classificação: 5/5 ♥ Favorito
Editora: Empíreo - Skoob

Sinopse: Sete Cabeças - Bruno Godoi
Quem ama suspense sobrenatural vai encontrar em Sete Cabeças uma história intensa e cheia de mistérios.
Para transportar o leitor para um mundo novo, onde as coisas nem sempre são o que parecem, Godoi usa uma das mais intrigantes ferramentas que um autor tem nas mãos: a alma humana. Sete Cabeças conta duas histórias paralelas, mas com profundas relações entre si. Em “Caso 132”, conhecemos Anton Levey, um detetive que precisa solucionar um bizarro assassinato e se vê em meio a um roteiro noir de sua própria vida.Em “Frigorífico” é a vez de Eric Blair desvendar perigosos segredos para tentar salvar a si mesmo. Depois de acordar em um ambiente desconhecido ao lado de duas pessoas estranhas, ele precisará aceitar participar de um jogo macabro se quiser tentar permanecer vivo.

''Manchas. Telas como formas abstratas. Teste de Rorschach. Borrões simétricos, espelhados. Preenchendo o verde-chumbo do carpete e se alastrando. Caminhando com a luz - sombra - e se retraindo com a ausência dela - escuro. Apaga e acende. A mancha chiava. Eletricidade. Vibrando. Apaga e acende. A mancha alastrava-se. Caminhando. Até, de imediato, assumir a forma de braços. Acende. Esqueléticos: braços esguios, descarnados; avançando em direção a Anton. Apaga. E morreram sobre as cerdas do carpete. Escuro.'' 

ATO I

Duas histórias paralelas.
A Alma humana como xeque! Suspense! Sobrenatural! Um grande quebra cabeça! 
''Que lucro tem o homem ao ganhar o mundo inteiro e perder a própria alma?'' 

Anton Levey um detetive investigando um assassinato, precisa solucionar o caso, mas a história e investigação acabam se confundindo com sua própria vida. Esquizofrênico? Sombras? Visões? Cruz? Cristo? Sobrenatural? Sete Cabeças e Dez Chifres. Seita? Número 132? Homem de capa vermelha? No livro Sete Cabeças do autor Bruno Godoi somos transportados para histórias que mexem profundamente com o leitor, que faz nós humanos pensarmos, nos faz questionar a natureza das pessoas, o instinto, o poder que temos de escolher nossas ações e que caminho seguir. Crimes? Perversões? Violência? Por quê? Uma obra repleta de críticas e conteúdo em meio a um cenário pesado, por dentro da mente humana, e pelos caminhos que levam a nossa ALMA!      

''A mulher caminhava com tristeza nos olhos, porém, carregava alegria nos lábios. A máscara diária, a maquiagem que a verdade oculta: um sorriso a ofuscar a dor. O  fingimento social que melhor se casa aos dramas pessoais: o sorriso.''

Caos sempre presente na atmosfera da história, ambientes sombrios, personagens e situações bizarras, personagens que aparecem, mas não se mostram inteiramente, causando sempre o clima de curiosidade e suspense no ar!

Vários elementos na narrativa são encontrados, como: repetição ''Baque, baque, baque'', ''bipe,bipe,bipe''. Ritmo: ''Um,dois,três''. Frases e capítulos curtos. Palavras soltas. Harmonia em meio ao caos. Dualidade: Quente e frio, luz e sombras. Descrições físicas sob a perspetiva dos personagens, fazendo o leitor entrar no personagem, não só na sua cabeça, e na sua visão como também nos seus movimentos e sentidos.
Elementos de cena como: [CORTA], [AVANÇA], [ENTRA] e [SAI]. 

''A Felicidade acaba?''

[MUDA O PONTO DE VISTA]
  
Frigorífico. Três pessoas acordam em um lugar fechado e não sabem como chegaram lá. Não se conhecem. Um negro que é detetive, um gordo que é açougueiro, e um magro que é professor, mais para frente encontram também sete corpos, entram em um perigoso jogo, e interpretam as charadas.  

"O texto é vivo. Possui vida. Intenções. Compete ao leitor - pela leitura e abstração - matá-lo ou deixá-lo viver."

Ambas as histórias começam aparentemente em um banheiro, ambas se referem ao ''Ser. Estar e Ser. O sangue derramado''. Citações bíblicas. Presenças de testes psicológicos. O Teste de Rorschach. MANCHAS...
Ambos os casos nos levam há o aparente: Sete cabeças e dez chifres! Ambas tem a presença do número 132, pode ser como 1h32, ou como I III II. 
No fim TUDO se fecha, as histórias que se cruzam, as referencias e frases ''jogadas'' ao longo da obra, e os personagens e determinados porquês.
O que você vê? Batom vermelho? Mordida? Tiro? Chaveiro? Colar? I LOVE YOU?

Algumas vezes tive que parar, respirar e voltar a ler! Para voltar a ler! O livro é incrível, inteligente, profundo, obscuro, crítico, totalmente sombrio, algumas vezes chocante. Mas muito bom, incrivelmente bom! Ele induz o leitor a acreditar em determinados fatos, depois ele faz você se perguntar inúmeras coisas ao longo da leitura, o leitor interage com a obra mentalmente!  Um livro que vou indicar sempre! 

[CORTA]

Por fim o autor brinca brilhantemente com nós, mostra como as pessoas se levam pelo chamado instinto animal humano, como podemos e temos o LIVRE Arbítrio. Como as escolhas e interpretações revelam o nosso verdadeiro SER!
Foi um livro forte, bem intenso, uma leitura muito rica, daquelas que você fica pensando por um bom tempo, durante a leitura e depois, ela não é só uma obra de ficção, é uma história a ser interpretada e refletida, daquelas que nós levamos para a vida. Sete cabeças é um livro muito inteligente e não é para qualquer um! 

''Acabou?''
''Acabou.''
''O que você vê ao ficar o escuro?''

Paula Juliana

20 comentários:

  1. Vou confessar,que eu não curto suspense.
    Mas sua resenha conseguiu me deixar curiosa.
    Adoro quando os livros nos obrigam à interpretá-los.
    Amei seu blog,vou deixar o meu...
    Beijos
    http://bomlivropravc.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Sua resenha está ótimo!!!
    A pesar de nao ser meu gênero preferido
    Bjs
    www.satisfashionbrazil.com

    ResponderExcluir
  3. Oii, tudo bem?
    Suspense no momento é meu gênero favorito, todos que eu li até agora não me decepcionaram, e eu tenho grandes expectativas em relação a esse livro.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oiee ^^
    Já li um livro do Bruno e acabei não gostando muito, suspense não é comigo. Fiquei curiosa para ler esse livro depois da sua resenha, mas não sei se o leria, pelo menos não agora...
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Paulinha! Sua resenha esta ótima, mas ainda assim não fiquei com vontade de ler os livros.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Achei a resenha bem legal,ainda não conhecia o livro e nem o autor achei um livro bem interessante mas confesso que não é muito meu gosto de leitura.
    http://magiasbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Jesus eu fiquei de boca aberta ao ler a resenha, eu amo livro assim e sua resenha esta otima, perfeita, completa!!! Necessito, já foi pra lista
    http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Paulinha, sua linda, tudo bem?
    Nossa, fiquei tonta, risos....
    Realmente é um texto diferente, com uma narrativa que não estou acostumada. Mas pela profundidade dos temas explorados, me senti desafiada. E quando narrou que eram pessoas que não sabiam como se encontravam naquele local, lembrei na hora do filme Jogos Mortais, que eu adoro, pois ao contrário do que as pessoas pensam, é um trama psicológica inteligentíssima!!!!
    Não conhecia esse livro, mas acho que vou adorar!!!!!
    Beijinhos.
    Cila.

    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Bruno, o seu livro é ótimo. A resenha demonstra bem isso. Já sabia que de você só poderia sair coisa boa, na literatura.
    Já conheço também o seu primeiro livro.

    osvandir.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Wow, adorei a resenha, Paula!
    Aliás, isso não é novidade por aqui. É a primeira resenha que leio sobre esse livro e gostei muito! Adoro enredos que envolvem fatos sombrios o suficiente para nos questionarmos se o personagem é insano, se há algo sobrenatural acontecendo ou se, na verdade, há uma explicação lógica para tudo (rs). Isso me deixa intrigada e parece que o autor consegue mexer MESMO com o raciocínio do leitor. Por isso, anotei a dica, flor! Espero ter a oportunidade de ler esse livro.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Paula, tudo bem???

    Bom percebi que sua resenha foi super empolgante apesar de não entender muito sobre... o livro não me tem uma capa atrativa... e pelo que percebi é até um enredo que curto ler, mas não senti vontade, pode ser que isso venha mudar qualquer horas dessas, mas no momento eu não vou pegar a dica... O que posso dizer é que senti uma leitura forte... e bem densa... Xero!!!

    ResponderExcluir
  12. Oi Paula,

    Definitivamente esse não seria uma livro que eu leria, primeiro porque não gosto muito de suspense, depois porque o enredo não me chamou a atenção. Tenho certeza que pela sua resenha o livro vale a pena ser lido, acho que quem gosta do gênero, vai gostar do livro.

    Bjks

    Patty Santos
    Blog Coração de Tinta

    ResponderExcluir
  13. Oi flor!
    Já me interessei logo de cara pelo fato de ser suspense sobrenatural, adoro!
    E aí, fui lendo sua resenha e me surpreendendo cada vez mais e a história me conquistou de vez quando você disse "personagens que aparecem, mas não se mostram inteiramente", ainda mais pelo fato de serem histórias diferentes mas que se relacionam entre si.
    Quero ler!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Paulinha lindona como sempre impecável as resenhas, adoro um bom suspense e sua resenha me conquistou, quero ler e saber o que as duas histórias tem de ligação. Já correndo para ler com certeza. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  15. Sete Cabeças foi um dos melhores livros que li ano passado! Sou fã do autor, pois este é o segundo livro dele e não canso de repetir o quanto suas obras são ótimas! Sete Cabeças é denso, impactante e envolvente, foi um livro que me prendeu do inicio ao fim. :D

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  16. Paulinha, depois de uma resenha empolgada e super recomendada como essa, não tem como não querer ler, em uma parte do livro que você resenhou me fez lembrar do filme jogos mortais, kkk adoro o gênero e com certeza Paula, vou querer ler sim :)

    xoxo!
    http://livrosseriesecitacoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá amore, gostei da resenha mas não sei se leria o livro por causa da narração. Realmente é uma narrativa interessante mas que não me agrada particularmente. Mas gosto de suspense e quem sabe não dou uma chance.
    Beijos e sucesso.
    http://chuvaelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Oiii,
    Eu adorei sua resenha e fiquei mutio interessada no livro, principalmente pelo aspecto sombrio e esse lance de não saber se existe algo sobrenatural, deixa ro leitor em constante duvida e tensão. Adoro suspense e esse me parece ser bem envolvente.

    Bjs
    Aline Lima - http://alinenerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá Paula!
    Que livro tenso.
    Confesso que não sou de ler muito suspense, mas a história pareceu interessante. Quem sabe mais pra frente eu leia o livro. Como sempre sua resenha está um arraso.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Sua resenha foi tão intensa quanto o livro parecer ser,e adoro um bom desafio,quando você escreveu que o livro não era para qualquer um,a minha curiosidade foi a mil,pois amo histórias inteligentes e que fazem a gente refletir.

    Ótima resenha e dica mais maravilhhosa ainda....

    aceitei seu desafio,vou me jogar nesse livro o mais rápido possível.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir