segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Resenha: Zé do Caixão - Maldito - A Biografia - André Barcinski

Resenha: Zé do Caixão - Maldito - A Biografia - André Barcinski
Classificação: 5/5
Editora: DarkSide® Books

Sinopse: Zé do Caixão - Maldito - A Biografia - André Barcinski
Ele veio ao mundo numa sexta-feira 13, em março de 1936. Quase oitenta anos depois, José Mojica Marins construiu um legado artístico incomparável em nosso país e se consagrou como um dos grande mestres do Terror mundial. O público conhece sua voz gutural, as infindáveis garras que ele chama de unhas, sua barba cerrada e suas roupas, incluindo capa e cartola, sempre escuras como a noite. Mas até que ponto o Brasil reconhece toda genialidade do homem por trás do mito? Em Zé do Caixão – Maldito, a Biografia, os jornalistas André Barcinski e Ivan Finotti desenterram todos os segredos do passado de José Mojica, da infância humilde nos subúrbios de São Paulo até sua consagração internacional. Um dos cineastas mais produtivos do Brasil, Mojica escreveu, dirigiu, produziu e atuou em mais de trinta filmes, como os clássicos À Meia Noite Roubarei Sua Alma, Esta Noite Encarnarei No Teu Cadáver e O Despertar da Besta. Mojica aprendeu a fazer cinema sozinho, na marra, usando os recursos disponíveis e formando seus próprios técnicos e atores. Como resultado, o mundo ganhou um artista genuinamente brasileiro, que jamais precisou copiar fórmulas estrangeiras. 
A biografia, publicada originalmente em 1998, estava há muito tempo fora de catálogo. Uma heresia que a DarkSide Books não poderia perdoar. Muitas sextas-feiras 13 depois, Zé Do Caixão – Maldito, a Biografia está sendo relançada pela DarkSide, numa edição à altura do genial diretor – e também padrinho da editora. Com 666 páginas (200 a mais que a antiga versão), o livro conta com muitas fotos inéditas, filmografia atualizada e acabamento luxuoso em capa dura. 

''O que é a vida?
É o princípio da morte.''

Você que não ler essa resenha até o final e divulga-la entre seus amigos SE PREPARE que seus cabelos se percam, que suas unhas escureçam, que não encontre mais a luz do dia... HAHAHA!!!!!!

Não caros leitores, a blogueira que vos fala não enlouqueceu, não está ainda amaldiçoando por nada, isso tudo foi para entrar no clima de um dos personagens mais macabros do horror nacional! E falando de personagens, nós que vivemos no mundo da literatura muito falamos sobre a importância de um bom personagem, de um personagem bem desenvolvido, um personagem que seja marcante, aquele que não seja somente mais UM, mas sim O PERSONAGEM! Lendo a Biografia de José Mojica lançada luxuosamente pela nossa Darkside consegui encontrar um desses O Personagem, pelo menos o personagem DA VIDA de Mojica, nosso velho e eterno Zé do Caixão.

''O que é a morte?
É o fim da vida.''

Falar do que foi essa leitura para mim não vai ser uma tarefa fácil. Uma biografia que conta desde o que foi as origens desse homem, antes de seu nascimento, como era sua família, como seu pai conheceu sua mãe, o que foi a infância de Mojica, o papel que o cinema teve no seu desenvolvimento infantil, adolescente, o homem que se tornou, sua obsessão artística, posso dizer, sua paixão pela arte, Mojica e seus filmes, a origem do personagem que iria interpretar sua vida toda, sua carreira, sua criatividade para produzir filmes, seu talento de ser digamos manipulador com seus alunos e colegas de trabalho, seus muito romances, suas muitas mulheres, seus muitos filhos, sua entrada no mundo do horror, auge da carreira, declínio, seus muitos problemas financeiros, sua trajetória pelo mundo porno... Mojica tem uma senhora história, por onde passava ia deixando seu rastro e gerando polêmicas. 

Sempre que leio uma biografia, um dos elementos que me incomodam um pouco no gênero é a falta da ficção em si, e foi tão engraçado, até irônico, que encontrei nessa obra a ficção e o não ficcional, uma história dentro de muitas e muitas histórias. Um homem que viveu para suas histórias e pelo prazer de conseguir produzir, fazer, contá-las para as pessoas, tentando sempre fazer da melhor forma que conseguia, buscando a perfeição, do mesmo modo que seu personagem Zé buscava o filho perfeito!

''Sou um revoltado... Contra os tolos como vocês, que temem o que não veem e se tornam escravos do que realmente existe, a vida! Por que temer a vida? É ela que faz vibrar sua carne, que alimenta seus sentimentos, e se você não for mais forte, não combatê-la, será dominado e sofrerá.'' 

Gosto muito do estilo horror, do mesmo modo que gosto do sobrenatural, do obscuro, do terror, mas nunca tinha tido contato com o horror nacional e nunca um que começou lá por 1963, nunca tinha parado para assistir um filme preto e branco, uma obra do cinema feita a moda antiga, e depois de ler essa biografia, tão bem detalhada, tão direta, tão sem medo, procurei e conheci um mundo novo.
Acredito que realmente tenho que elogiar a coragem do escritor, e a coragem do próprio Mojica, por abrir sua vida a tal ponto nessas 666 páginas, alguns esconderiam determinados fatos, alguns ficariam com medo das críticas, do que as pessoas iriam pensar! Mojica não é santo, ele fez muita coisa que é politicamente incorreta nos padrões da nossa sociedade ou dos religiosos, algumas coisas que eu como leitora e mulher realmente não gostei, mas foi estritamente corajoso e verdadeiro em escancarar toda suas trajetória profissional e pessoal. Por isso tiro meu chapéu para Mojica e principalmente para seu personagem que é um achado para a cultura Brasileira e se mescla de muitas formas com toda a nossa história nacional.

''O que é a existência? 
É a continuidade do sangue.''

O Zé do Caixão: Um coveiro dono de um sarcasmo assustador, personagem sintomático, autêntico precursor do terror nacional, assassino. Um ser que busca o filho perfeito, vive em um universo demencial, bestial, desumano, e alucinante. É o mal dito ou simplesmente maldito. Come carne de carneiro em plena Sexta-feira santa, zomba das religiões, toma pinga de macumba, assopra fumaça na cara das beatas! Um vilão bem construído, Mojica toma referencia do cinema mudo, faz trocadinho, utiliza do horror e da fotonovela, do grotesco e do que é mal visto pela sociedade, principalmente a da sua época e de seu convívio social. 

Mojica vivia tendo ideias, construindo ''fitas'' do nada com muita criatividade, fazia muito sucesso e continuava sempre duro. Realmente o que esse homem tem de talento e persistência dentro de sua vida artística, tem também de ruim negociador.
A escrita da biografia é fácil, uma leitura rápida e continua, que toma ainda melhor forma com as imagens, fotos, artigos, e críticas que encontramos ao longo da obra.

Zé do Caixão - Maldito de André Barcinski que conta a história de José Mojica Marins é uma tremenda obra, além de linda, uma edição de luxo ESPETACULAR, é estritamente rico, mostra homem, BESTA, personagem, arte em muitas formas dentro da vida de um só SER, agora fica a pergunta... Onde realmente começa Mojica e termina Zé? Até onde criador e cria se mesclam? Até onde José Mojica iria por seu personagem e pelo cinema nacional? Quanto a mim, somente posso agradecer pela possibilidade de conhecer tantas histórias e a vida de um homem intenso e criativo e pedir para nosso Zé do Caixão que proteja o Blog Overdose Literária e crie muitas maldições para os dark inimigos!!!!


''O que é o sangue?
É a razão da existência.''

Paula MALDITA Juliana

92 comentários:

  1. Zé do Caixão uma figura carismática, enigmática, gostava muito de ver as aparições dele na TV, infelizmente não sei o motivo pelo qual ainda não assisti nenhum filme ou ter lido algum livro sobre ele. Essa biografia deve ser de fato bem legal, gostei da sua escrita. Parabéns.

    www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Saga Literária! Também só o conhecia de suas aparições na tv, a obra é muito completa e com certeza desperta nossa curiosidade para saber mais sobre o personagem e sobre o ator/diretor/produtor!
      Beijos

      Excluir
  2. Olá,
    Quem nunca ouviu falar do Zé do Caixão, né? Uma figura marcante e muito conhecida no cinema nacional. Eu não sabia dessa biografia e gostei de saber sobre ela através da sua resenha, que ficou ótima!
    Gostei muito do cuidado que a DarkSide® Books teve com o livro, desde a capa bem caprichada até a quantidade de páginas (666) para combinar com o tema.
    Ficou nota 10!
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Renata! A edição da Dark como diz minha amiga dava vontade de lamber de linda! Maravilhosa mesmo, e todo o cuidado com as fotos, as originais que colocaram entre capítulos e para ilustrar tudo que estava sendo contado, não tem preço! Obrigada novamente! Beijos

      Excluir
  3. Eu amei sua resenha Paula. Eu não vejo a hora de comprar meu exemplar deste livro, tenho muita curiosidade. Porque não só o livro do Zé do Caixão ,mas os livros da DarkSide são maravilhosos. Eu tenho alguns aqui em casa e são meus xodós.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São mesmo Kênia! Também tenho um espaço especial para Dark na minha estante. Muito obrigada e espero que leia e curta muito! Beijos

      Excluir
  4. Olá! Não sabia que tinha um livro sobre o Zé do Caixão. Achei muito interessante sua resenha. Confesso que apesar de ser uma figura carismática, não leria o livro.

    Beijos
    http://albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. eu não conhecia esses livro, realmente é interessante.
    bjuus

    ResponderExcluir
  6. Oi Paulinha!

    Flor, vou te confessar que não sou muito fã de livros biográficos, a leitura parece que não flui de jeito nenhum. Achei sua resenha bem convidativa, e talvez por isso eu abra uma exceção para esse livro. Zé do caixão é uma figura e tanto e acho que não vai ser de todo o ruim. hahaha

    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gi! Eu tenho o mesmo problema que você com biografias, essa por ter tantas histórias dentro da grande história de vida do Mojica, acabou me ganhando e fluiu muito bem! Fiquei bem feliz! Beijos

      Excluir
  7. Já ouvi falar do Zé do caixão, mais é um livro que não me agrada muito, se tivesse a oportunidade de ler ele não iria ler ele, Paula beijos.

    ResponderExcluir
  8. oi!
    Adoro Zé do caixão :D ele é super importante para o cinema nacional princialmente para o gênero de terror.
    Adorei a resenha, vou comprar esta biografia com certeza ;)
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jo! Que bom menina, espero que goste e que babe com essa edição linda! Beijos

      Excluir
  9. Eu tinha medo dele ...hahaha, a voz misteriosa e o figurino,as unhas , ele já era o filme de terror encarnado. Sem dúvida um grande artista brasileiro.

    ResponderExcluir
  10. Oi tudo bem?
    Zé do Caixão é simplesmente genial e depois da resenha estou com uma pontada de vontade de ter a biografia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Não sabia dessa biografia :o ele me dava medo quando criança haha, mas ele é um grande artista ;) Beijos

    ResponderExcluir
  12. Paula, sem comentários para as edições da Darkside, elas são simplesmente demais!
    Zé do Caixão é um ícone da cultura nacional, lembro que sempre tinha muito medo quando ele aparecia na TV na época que eu era criança, hoje o admiro por sua criatividade.
    Interessante a biografia, se eu tiver a oportunidade eu lerei.
    Bjs,

    Juliana Duvi
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juliana é mesmo né?! Dark sempre arrebenta em todas as edições, e essa está caprichada!
      Espero que leia flor, obrigada e beijos!!

      Excluir
  13. Olááá! quem não conhece ou ouviu falar do Zé do Caixão? Na minha infância o achava assombroso, não gostava das aparições dele nos programas. Tinha medo, não do homem, mas, das coisas que ele insistia em brincar ou desafiar... Se eu gostasse de biografias, talvez desse uma chance pra ele. Hoje sou adulta, eu acho. Mas, infelizmente não aprecio biografias, mas mesmo não apreciando sua resenha foi uma tentação, convidativa e esclarecedora.
    Zé do Caixão é referencia de unhas mal-tratadas, sempre que vejo minha filha com as unhas com quase dois metros de comprimento eu falo "Que horror, tá parecendo Zé do Caixão!" hahahaa

    Bjocas
    Ni
    Cia do Leitor
    http://ciadoleitor.blogspot.com/2016/01/resenha-frances-hardinge-cancao-do-cuco.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ni!!
      Morri de rir aqui, espero que ela corte as unhas, e deixa eu te contar uma coisa, as primeiras unhas que o Zé usou lá em mil novecentos e tantos, eram falsas!!! ahahaha
      DE mentirinha mulher!!! Uma delicia de cometário! Obrigada!
      Beijos

      Excluir
  14. Oii, livro assim não me agrada pra eu, mas já ouvi fala do Zé bjs.

    ResponderExcluir
  15. Oii, livro assim não me agrada pra eu, mas já ouvi fala do Zé bjs.

    ResponderExcluir
  16. O Zé do caixão é uma figura irreverente e imagino que o livro com sua biografia não fuja disso. Não é o estilo que costumo ler, mas fiquei curiosa em conhecer pela sua resenha. Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Quando eu era pequena morria de medo do Zé do caixão, e até hoje, mesmo ele tendo sumido um pouco, ainda tenho um medinho dele rsrsrs
    Bom saber que a biografia dele lançada pela DarkSide é linda e reflete muito da pessoa e personagem, ela está nos meus desejados desde o lançamento, e agora tenho certeza que preciso dela ^^

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O personagem é assustador mesmo Sabrina! Que legal, espero que ame! E muito obrigada! Beijos

      Excluir
  18. caramba, eu NUNCA imaginava que ia encontrar um resenha sobre a biografia dele. Esse mestre que apavorou minha infância kkkkk A presença dele tinha uma aura de pecado, de atrevimento. Fazia parte daquela essência besta da infância de querer desafiar o perigo ( como diria o Simba: eu rio na cara do perigo). Lembro do programa dele, cara eu morria de medo! Tenho medo do monstro do armário até hoje. A Darkside realmente não dá ponto sem nó, estão de parabens. Menina, o que é isso? "Você que não ler essa resenha até o final e divulga-la entre seus amigos SE PREPARE que seus cabelos se percam, que suas unhas escureçam, que não encontre mais a luz do dia"; não me amedronte Paula do Caixão kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pecado e atrevimento definem bem o personagem Augusto! Eu não cheguei a ver ele na tv, imagino que deve ter sido bem aterrorizante e bizarro! Gostou? Tava afiada, aprendi até a amaldiçoar! ahahha
      Obrigada! Beijos

      Excluir
  19. Oiiu
    Bom como um todo o livro pareceu intrigante e a sua resenha vem feita! Que chama a atenção para alguns pontos bem interessantes...
    Mais eu não leria pois não é o meu tipo de obra.. a maioria das vezes fujo de biografias desse tipo mesmo que pareça boa haha
    Bom o post continua sendo bom e super válido para quem gosta!
    Vou indicar para algumas amigas que ficaram interessadas
    :)

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Quem nunca ouviu falar do Zé do Caixão?
    Gostei da resenha! Eu não leio biografias por falta de ação/ficção também e um fato que gostei dessa e que, você disse que encontramos histórias interessantes.
    Mas, ainda assim, não faz meu estilo de livro, acho que não leria.
    Abraços, Lara.
    http://www.imperio-imaginario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lana! Sim, tem bastante histórias paralelas que gostei muito! Beijos

      Excluir
  21. Olá, tudo bem?

    Zé do Caixão, meu Deus, das poucas vezes que o via em algum programa de TV na minha infância tremia por conta daquelas garras (unhas) - risos. É de fato um homem que fez história no cinema nacional e como vc mencionou, mundial... Não sou muito adepta a ler biografias, mas confesso que essa me cativou. Acredito que não iria gostar de algumas coisas (que não sei o que é e sequer ouso imaginar, afinal, falamos do criador de Zé do Caixão), mas mesmo assim, gostaria de ler essa obra.

    Beijo!
    Ana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qua bom Ana, sempre bom trazer leituras diferentes para o blog, muito obrigada! Beijos

      Excluir
  22. Nossa, essa história me chamou muito atenção. Eu simplesmente estou louca pra ler já! Parabéns pela resenha me fez querer saber mais sobre o livro

    ResponderExcluir
  23. Sou curiosa para saber mais dessa pessoa
    será que ele é assim mesmo
    ou é um personagem?
    pois não gostava rsrsr
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre fica a pergunta nega! Mas a biografia mostra muito tudo diretamente sem vergonhas, ou esconder nada! Beijos

      Excluir
  24. Só eu que quando era mais nova morria de medo dele? Mas mesmo assim gostava de ver ele na TV, mesmo com um pouco de medo hahah

    Minhas redes sociais:
    Blog | Canal | Insta

    ResponderExcluir
  25. Oi Paula,
    Adorei a resenha!! hahaha Sabe que fiquei com um pouco de vontade de ler quando lançou, mas fiquei com mais vontade de ter esse livro pela edição maravilhosa da Darkside, que coisa mais linda esse livro!!

    Beeijos, Paola
    uma-leitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindo demais Paola! Realmente de babar e ficar admirando! ahah
      Beijos

      Excluir
  26. Lembro de quando eu era uma criancinha e minha mãe ficava me fazendo medo em relaçao ao Zé do Caixão, porém nunca tive medo, sempre fui fascinada por ele, eu amei a edição da DarkSide Books, muito linda eu quero garantir logo a minha!! Primeira resenha que leio e adorei, sério!! Você me ajudou muito e to mais interessada em ter esse livro!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico MUITO feliz amada! Espero que leia e curta cada uma dessas 666 páginas! Beijos

      Excluir
  27. Confesso que ele é bizarro né? Eu nào sabia que ele já tinha feito filmes.Via ele na TV mas nem fazia idéia!
    Blog Mulher Virtuosa By Vany

    ResponderExcluir
  28. Oie, tudo bem? Ainda não conhecia esse livro, mas acredito que todos sabem quem foi o Zé do Caixão não é mesmo? Sua resenha ficou excelente. Estão fazendo uma série sobre ele agora, vai passar no Space, acredito que é uma espécie de homenagem. Beijos, Érika

    >> www.queroseralice.com.br <<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois da leitura comecei a assistir a série Érika, amo o Matheus que fez o Mojica, ainda vou continuar vendo, só não consigo ver direto por causa dos livros, mas é ótima!

      Excluir
  29. É uma figura emblematica rsrs mas não sou muito chegada no estilo, nem dos livros e nem dos filmes, acho que ´´e de gosto mesmo rsrs Mas não posso negar que ele é uma figura importante para o "folclore" brasileiro rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
  30. Não sou muito fã dele,e com certeza ñ tenho nenhuma curiosidade em ler essa biografia.
    Nunca tive medo dele,mais a minha irmã sim,e se ñ me falha a memória,ele usava um bordão que era mais ou menos assim:
    A meia noite levarei a sua alma e isso era um horror!
    Valeu amiga pela bela resenha,como sempre show!
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hhahahahah A Meia noite levarei a sua alma é o nome do primeiro filme do Zé, a origem do personagem Célia,tudo haver! Beijos

      Excluir
  31. Poxa, resenha mega convincente, me deu muita vontade de entrar nesse mundo do cinema que o diretor nos trás. Dica anotada, quero muito ver a obra em mãos, sempre fico abismado com a qualidade dos livros da editora e muito contente sempre que a vejo aqui no seu blog top. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Filipe, que vc ainda veja ela muitas vezes aqui! Beijos

      Excluir
  32. gostei de saber um pouco sobre o zé e eu vi todos os filmes dele ..adorei sua resenha bjus

    ResponderExcluir
  33. Não gosto desse homem.
    Me desculpe mas ele nao desce.😕
    Vc é otima resenga super bem mas ele não vai. Bjss

    ResponderExcluir
  34. UAL!!! Quero esse livro para ontem. Amo l Zé do Caixão. E conhecer mais sobre sua vida e sua história vai ser um prazer.
    Ah ki sua resenha até o fim e viu compartilhar tá?! Não precusa me amaldiçoar. Rsrs
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Camila, vc está a salvo! ahahha
      Beijos e obrigada!

      Excluir
  35. Nossa deve ser incrivel a historia dele, pela sua resenha fiquei mega curiosa e orgulhosa de um artista assim.

    ResponderExcluir
  36. Caraca que máximo adorei não sabia que tinha biografia dele arrasou beijos

    ResponderExcluir
  37. Menina, eu nunca me interessei por este personagem, e olha que eu sempre gostei de coisas assustadoras e estranhas.

    Acredito que eu não leria a biografia do Zé do Caixão, não me atrai! :(

    ResponderExcluir
  38. Zé do Caixão é uma figura peculiar, apesar de nunca ter mostrado grande interesse no trabalho dele, confesso que fiquei muito curiosa pela Biografia.

    ResponderExcluir
  39. A personagem muito me interessa. Por mais macabro que seja, eu quero muito esse livro. Ainda não li nada de terror (nem um simples conto) mas tenho bastante vontade. Quem sabe não comece logo por esse, hehe

    ResponderExcluir
  40. Oii.
    Nossa essa Dark side e demais, quero muito ler esse livro parece ótimo.
    Espero ter dim dim para comprar logo kkk.
    Beijos ;)
    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  41. Oi Paulinha, linda tudo bem?

    Até ler sua resenha eu estava reticente quando a ler esta biografia, primeiro porque na maior parte do tempo corro delas e segundo porque o Mujica não é uma personagem que chame minha atenção por ser caricato demais. Ele tem conteúdo, tenho certeza que sim, mas nele tudo é muito e não curto muito. Maaaaasss, sua resenha me fez mudar um pouco e aceno para a possibilidade de ler este livro pelo fato de ele representar um pouco o que acredito que é ir contra o senso comum, os dogmas e outras coisas. Outro detalhe que gosto é que o livro foi publicado por uma editora que simplesmente amooooo!!

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tania! Também fico assim com biografias, são poucas as que me conquistaram até hoje, essa é maravilhosa, e por ter esse lado tão chocante, tão sombrio vale a pena! Espero que leia e goste muito mesmo! Sim, Dark tem as edições mais maravilhosas do mundo, amoooo também! Beijos e obrigada!

      Excluir
  42. Olá.
    Que figuraço! Tenho me interessado recentemente por algumas biografias e acho que essa irá ter a tal chance. Adorei ler sua resenha.
    Abraços

    Clichê Imperial
    http://clicheimperial.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  43. Oi, Paulinha! Menina, nunca tive interesse pelo livro e mesmo com sua resenha espetacular, eu não leria, rs. É algo que foge totalmente do meu conforto literario e também não sou fã do moço.

    Beijos da Fê
    As Catarina´s / Fanpage / Instagram

    ResponderExcluir
  44. Olá, tudo bom? Nunca imaginei que eu encontraria uma resenha sobre a biografia do Zé do Caixão e ainda tão bem escrita! Não sou fã dele mas gosto muito do gênero fora que ele possui uma importância que ainda desconheço.Outro ponto que chamou minha atenção foi a diagramação! Perfeita!!

    Bjs
    Pollyanna Campos - Entre livros e Personagens

    ResponderExcluir
  45. Olá!
    Quem curte a carreira dele deve ser muito bom saber toda a sua história. Mas nunca achei graça nas coisas que ele faz e acho o estilo de vida dele bem bizarro pro meu gosto.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://www.eraumavezolivro.com.br/

    ResponderExcluir